Comentar

Roteadores têm risco de ataque por hackers

Roteadores têm risco de ataque por hackers
Estudo divulgado nos EUA aponta falhas de segurança em dispositivos de diversas marcas, também usadas no Brasil.

(CCM) — Um estudo do American Consumers Institute (ACI), a instituição voltada para pesquisas aos consumidores nos EUA, afirma que mais de 80% dos roteadores usados em casa ou escritórios apresentam falhas de segurança. Entre as marcas indicadas como vulneráveis encontram-se algumas das mais populares também no Brasil, como Asus, D-Link e TP-Link.

O estudo foi realizado a partir de maio de 2018, após um alerta do FBI sobre hackers russos que estariam invadindo computadores domésticos através dos dispositivos de compartilhamento de rede Wi-Fi. Segundo o relatório da ACI, os hackers visam os dispositivos de hardware, como os roteadores, em função dos softwares que os acompanham (conhecidos como firmware) serem construídos com o código-fonte aberto.

Essa configuração acaba por facilitar o acesso a uma série de informações, normalmente armazenadas nos computadores pessoais, como senhas de perfis profissionais ou redes sociais. A análise testou 186 amostras de roteadores de marcas distintas. O resultado revelou que 155 deste total, equivalente a 83%, apresentaram vulnerabilidades para possíveis ataques cibernéticos.

Veja a lista completa das marcas de roteadores que oferecem risco clicando no link do estudo.

Foto: © Aleksanderdn - 123RF.com