Carreira em tecnologia é desafio maior a mulheres

Carreira em tecnologia é desafio maior a mulheres
Segundo pesquisa, metade das brasileiras sentem-se em desvantagem ao procurarem trabalho no setor.

(CCM) — Um estudo realizado pela Booking.com mostra que três em cada quatro mulheres em todo o mundo sentem que têm mais obstáculos do que os homens para entrar no mercado de trabalho do setor de tecnologia.

Segundo a pesquisa, que ouviu 7 mil mulheres em todo mundo, a falta de pessoas do gênero feminino nos cargos de liderança seria o principal obstáculo para a entrada de mulheres. Elas, no entento, vislumbram um futuro com melhores oportunidades em um dos segmentos mais lucrativos do planeta.

O estudo também mostrou que, no Brasil, uma em cada duas mulheres (50%) acha que a discriminação de gênero influencia negativamente suas chances de desenvolver uma carreira em tecnologia. Essa situação é menor países europeus (18% na Holanda e 22% no Reino Unido e Alemanha, por exemplo).

Segundo o executivo-chefe da Booking.com, Gillian Tans, para capacitar as mulheres para realmente terem sucesso em tecnologia, é preciso que a própria indústria de tecnologia crie oportunidade.

"Isso inclui colocar mais modelos femininos, eliminar preconceitos de gênero que começam desde o processo de recrutamento. Além de investir em iniciativas que tornem o setor atraente e acolhedor", completa Tans.

Foto: © Yuganov Konstantin - Shutterstock.com

Assine nossa newsletter!

Assine nossa newsletter!