Comentar

Facebok lança "tribunal" para avaliar conteúdos

Ana Paula Cardoso - 16 de novembro de 2018 - 12:17
Facebok lança
Chamada pela própria empresa de "corte de apelação", medida visa a evitar postagens controversas.

(CCM) — O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg anunciou na quinta-feira (15/11) a criação de uma espécie de "tribunal de apelação" independente, cuja missão será a de se pronunciar sobre conteúdos controversos postados na rede social. Na prática, o grupo designado para este fim decidirá se o texto, o link, o vídeo ou a imagem compartilhados permanecem ou não na página onde foram postados.


De acordo com o jornal francês 'Le Monde', o anúncio foi feito durante uma teleconferência com a imprensa. Zuckerberg teve que explicar uma notícia publicada no 'New York Times' sobre o envolvimento do Facebook com uma empresa de relações públicas, acusada de usar métodos de comunicação duvidosos.

Com a empresa envolvida em mais uma controvérsia, depois do vazamento de informações, parece que Mark Zuckerberg e sua equipe decidiram dar um passo para tentar recuperar um pouco da credibilidade perdida. O Facebook hoje já dispõe de um sistema de filtro de conteúdos, para barrar posts com abordagens sexuais e violentas.

Agora, a empresa anunciou um aumento da capacidade da rede social de detectar "mensagens de ódio" de qualquer tipo. O Facebook é regularmente acusado de não fazer o suficiente para reprimir essas mensagens. Parece que agora a rede social ficará mais atenta.

Foto: © iStock.com
Adicionar comentário

Comentários

Comentar a resposta do usuário anônimo