Comentar

Facebook deleta imagens de atentado na Nova Zelândia

Ana Paula Cardoso - 18 de março de 2019 - 10:36
Facebook deleta imagens de atentado na Nova Zelândia
Cerca de 1,5 milhão de vídeos filmados durante e depois do ataque terrorista teriam sido retirados do ar.

(CCM) — Sob pressão após indícios de que teria deixado passar a transmissão ao vivo do atentado terrorista em mesquita da Nova Zelândia na sexta-feira (15), o Facebook se movimentou.

No domingo (17) pela manhã, a empresa de Mark Zuckerberg afirmou, pelo Twitter, que havia deletado 1,5 milhão de vídeos do ataque 24 horas após o atentado.

A rede social também se comprometeu em remover todas as versões editadas do vídeo de sua plataforma. A empresa não comentou quantas pessoas teriam visto esses vídeos nem detalhou como bloqueou o conteúdo relacionado ao ataque, que já tem um saldo de mais de 50 mortos.

No entanto, segundo informações do canal de TV americano 'CNN', a primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, disse que ainda é pouco e por isso planeja abordar a questão do livestream com o Facebook de forma mais aprofundada.

A chefe de estado teria dito a repórteres que a diretora de operações do Facebook, Sheryl Sandberg, tentaria fazer esforços para se reconhecer ataques de imediato e evitar transmissões ao vivo.

Foto: © Facebook.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo