Comentar

Mulher de 29 anos liderou busca do buraco negro

Ana Paula Cardoso - 11 de abril de 2019 - 05:01
Mulher de 29 anos liderou busca do buraco negro
Katie Bouman é uma das cientista responsáveis por achar algorítimo que levou à primeira imagem do fenômeno espacial.

(CCM) — Como uma jovem qualquer de sua idade, ela celebrou o resultado nas redes sociais. Katie Bouman, americana de 29 anos é a cientista do MIT que liderou a busca pelo algorítimo que levou à primeira foto real de um buraco negro, divulgada na quarta-feira (10).

Para chegar até a imagem, realizada pelo telescópio Event Horizon, Katie trabalhou desde 2016, junto com uma equipe de 200 pessoas. Os cálculos para se chegar até o algorítimo somaram cerca de 5 petabytes, uma quantidade de armazenamento exponencial, que seria o equivalente ao armazenamento de fotos de 40 mil pessoas, tiradas ao longo da vida de cada uma.

O MIT, uma das instituições de tecnologia mais respeitadas do mundo, reconheceu o trabalho de Katie como tão importante quanto os cálculos que, nos anos 1960, levaram à chegada do homem à Lua. Isso porque, como informa o jornal francês '20 Minutes', buracos negros são objetos tão densos que nada pode escapar como imagem, nem luz, nem ondas de rádio.

Eles são invisíveis. Por isso, sem os cálculos não seria possível chegar à imagem de satélites, que mediram as ondas de rádio e reproduziram a imagem, invisível aos olhos humanos. Na sua conta pessoal do Facebook, Katie Bouman escreveu: "Observando, incrédula, a primeira imagem de um buraco negro registrada durante o processo de reconstrução".

As fotos de Katie durante o trabalho também foram divulgadas pela conta de Twitter do laboratório de ciências de computação e inteligência artificial do MIT. E podem ser vistas clicando aqui.

Foto: © MIT.

Veja também

Adicionar comentário

Comentários

Comentar a resposta do usuário anônimo