Comentar

Mulher que dirige Uber pode evitar passageiro homem

Ana Paula Cardoso - 17 de abril de 2019 - 15:14
Mulher que dirige Uber pode evitar passageiro homem
Aplicativo lançou um recurso exclusivo à Arábia Saudita, para incentivar mais motoristas do sexo feminino.

(CCM) — O Uber lançou um recurso para motoristas do sexo feminino na Arábia Saudita, que pode impedir que os homens chamem o transporte. Ativado este mês, o recurso 'Women Preferred View' seleciona passageiros próximos com base em seu gênero.

Os motoristas podem ativar e desativar se os passageiros do sexo masculino aparecem no aplicativo Uber's Driver. País considerado restrito à liberdade das mulheres, a Arábia Saudita torna-se a pioneira neste tipo de dispositivo.

Contudo, em função do crescente número de casos de denúncia sofrida por mulheres que usam os serviços de transporte privado gerenciados por aplicativos, não será surpresa caso o recurso se torne disponível em ouros países.

Segundo o site americano 'Business Insider', Tino Waked, gerente do Uber para Oriente-Médio e Norte da África, teria dito nesta terça-feira(16) ao jornal Al Riyadh da Arábia Saudita que o recurso seria uma resposta ao feedback recebido de mulheres motoristas no país.

As mulheres sauditas somente ganharam o direito de dirigir para o Uber em junho de 2018. Logo após a permissão, foi feita uma pesquisa pela empresa holandesa. O resultado mostrava que 31% das mulheres disseram estarem interessadas em dirigir um Uber como uma carreira.

Foto: © Jirapong Manustrong - Shutterstock.com
Adicionar comentário

Comentários

Comentar a resposta do usuário anônimo