Faça uma pergunta »

Digitalizar suas fitas cassete ou LPs em CD ou disco rígido

Agosto 2015

  • Como transferir o conteúdo de uma fita cassete ou de um LP para o seu disco rígido ?
  • Como gravar no CD seus velhos discos e fitas ?
    • Esta dica apresenta o material e os softwares necessários para isto:



I. Fitas cassete

1. Material necessário

  • Um cabo "Jack" com dois lados (ver foto: http://minilien.com/?GYR5adncPr).
  • A placa de som do seu computador (da qual, aliás, dependerá a qualidade do som).
  • Um leitor de cassetes "tradicional" (Hi-Fi, walkman, etc...).

2. Conexões

  • Conectar o cabo "Jack" de um lado, na saída "fones de ouvido" do leitor de fitas e do outro, na entrada "microfone" da placa de som (em geral, cor-de-rosa). Prever o comprimento necessário do cabo Jack...

3. Software de edição


É preciso um software de edição de áudio que também será utilizado na digitalização da fita.

O software Audacity é, especialmente, adaptado para isso. Muito bom, gratuito e OpenSource; não deixa nada a desejar aos softwares comerciais, tais como o SoundForge.
  • Baixe e execute o Audacity.
    • Observação: Para que o Audacity possa exportar a música no formato MP3, é preciso adicioná-lo à biblioteca LAME. Baixar LAME
  • Copie "lame.exe" no diretório de instalação do Audacity (por padrão C:\Program Files\Audacity) e execute.
  • Durante a operação "Salvar como mp3"; pela primeira vez, será pedida a busca do arquivo "lame_enc.dll", que se encontra no diretório de instalação do Audacity.

4. Digitalização

  • Abrir Audacity.
  • Na lista, em cima e à direita da janela, escolher "Microfone" (se já não estiver marcado).
  • Logo ao lado desta lista, acha-se o cursor que define o nível sonoro da gravação (tentar várias vezes, se necessário)
  • Clicar no botão com o ponto vermelho (na série de botões, na parte de cima da janela).
  • Executar a leitura da fita cassete a partir do seu leitor favorito.
  • A gravação pode ser suspensa clicando no botão com o quadrado amarelo e parando a leitura da fita.

5. A gravação em um arquivo

  • Ir no menu « Arquivo ».
  • Escolher "Exportar em WAV, MP3 ou OGG Vorbis". Se você não sabe o que escolher, tenha uma visão geral dos três:
    • WAV -> conservação intacta; qualité do som perfeita mas os arquivos são pesados; Para gravar um CD, escolha o WAV se não quiser ter problemas com a gravação.
    • MP3 -> ideal para a Web; possibilidade de compressão (quanto mais leve o arquivo menor a qualidade); arquivos relativamente leves;
    • OGG -> como o MP3 mas menos conhecido (infelizmente), tão ou mais eficaz, formato livre (OpenSource).
    • Você deverá esperar até que a gravação acabe (a digitalização é feita em tempo real)



Observação 1:
  • Aqui discutiremos apensas o caso mais simples.
  • A dica considera que a saída "fones de ouvido" do seu leitor de cassetes e a entrada "Microfone" da sua placa de som são do tipo "jack" (que é quase sempre o caso). Se não for o seu caso, será, obviamente, preciso obter o cabo certo!



Observação 2:
  • A dica pede para você conectar o fio na saída "fones de ouvido" do leitor de fitas/discos por que é a maneira mais simples e comum. É possível conectá-lo à outra saída, se o o seu leitor tem uma, que pareça mais adequada. Neste caso, será preciso escolher o cabo certo.

II. Para os discos (LP)


O procedimento é exatamente o mesmo que para as fitas; a única diferença é que o cabo a ser utilizado deve ser, obviamente :
  • de um lado, do tipo Jack (que será conectado à placa de som);
  • do outro, adequado à sua vitrola (conforme as vitrolas, a saída do som pode ser de vários tipos mas, geralmente, é assim: http://minilien.com/?pWzU4UUemX mas o melhor é olhar na vitrola !



Observação 1 :
  • A saída da vitrola na qual o cabo será conectado pode ter vários nomes ("fones de ouvido", "saída", "out", etc...). De qualquer maneira, este nome se refere ao exterior, à saída...



Observação 2 :
  • Pode acontecer que o som final (depois de sair da vitrola e da digitalização pela placa de som) esteja muito baixo ou de má qualidade e, consequentemente, inutilizável. Neste caso, existem três soluções disponíveis (que podem ser combinadas):
    • A compra de uma vitrola nova;
    • A compra de uma placa de som nova (interna ou externa);
    • A compra de um restaurador de LPs (como o PhonoPreAmp iVinyl da Terratec).


Atenção: Nos três casos, a melhora da qualidade não é garantida, apesar do preço do material que, pode ser caro (em geral, obtemos um resultado correto com uma placa de som padrão).


Observação 3 :
  • Isto pode parecer óbvio mas, se por razões diversas, não for possível conectar corretamente o seu toca-discos à placa de som e, se sua vitrola estiver integrada em um aparelho de som, você pode gravar o LP (vinil) na fita cassete e depois, transferir a fita para o seu disco rígido, conforme indicado nesta página (a partir de qualquer leitor de fitas cassetes).

III. CD/DVD

  • Depois de salvar o som em um arquivo, é possível gravá-lo em um CD, contando que você tenha um gravador de CDs no seu computador. Para isto, utilize seu programa de gravação favorito.
  • Em geral, pelo menos um software de gravação é fornecido com os gravadores. Se não, existem uns gratuitos, muito bons, como o Burn At Once.



Tradução feita por Lucia Maurity y Nouira
Para uma leitura offline, é possível baixar gratuitamente este artigo no formato PDF:
Digitalizar-suas-fitas-cassete-ou-lps-em-cd-ou-disco-rigido.pdf

Veja também

Na mesma categoria

Grabar un casete de audio o vinilo en CD o disco duro
Por Carlos-vialfa em 22 de abril de 2008
Artigo original publicado por Thom@s. Tradução feita por pintuda.
Este documento, intitulado « Digitalizar suas fitas cassete ou LPs em CD ou disco rígido »a partir de CCM (br.ccm.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.