Overclocking dos Athlon II &Phenom II

Dezembro 2016



Resumo:


Pré-requisitos:
1- Uma boa placa-mãe: então, os PCs de marca estão excluídos
2- Uma boa fonte de alimentação: na verdade, os Phenom II consomem bastante:
Conte 180 W para um Phenom II X4 955 com 3.8 GHz, por exemplo.
3- Um bom resfriamento: ventirad adaptado.

Informações gerais sobre os processadores AMD Phenom II


Em 2007, a AMD lançou o Phenom, gravado em 65 nm. Infelizmente, eles são ineficientes, abaixo dos Core 2 Quad, esquentam e consomem consideravelmente, overclock muito pouco.

AMD corrigiu isso, lançando o Phenom II, que é uma revisão do Phenom com 6 MB de cache em vez de 2 MB, gravado em 45 nm, um overclock mais razoável. Isso permite que o Phenom II possa competir com o Core 2 Quad, mas, infelizmente, o Nehalem não.

A tensão, CPU Voltage ou VCore é de, no máximo, 1400-1425 V em estoque. Existem dois "steppings": C3 e C2 para o Phenom II X2/X3/X4, E0 para os Phenom II X6. Durante um overclocking, as tensões dos E0 e C3 pode subir até 1.450 V, sem risco. O stepping C2, pode subir até 1.500 V.
Consulte a documentação do AMD sobre o seu processador:
Soluções de processadores para desktops

O overclocking do Phenom II pode envolver inúmeros fatores:
O overclocking dos núcleos, do controlador de memória, do barramento Hypertransport, do barramento HTT,...
http://www.madshrimps.be
Nesta dica, só iremos estudar os dois mais importantes no que se refere ao desempenho, ou seja, o overclocking dos núcleos e o overclocking do controlador de memória.

Overclocking do núcleo

Por quê ?


O overclocking dos núcleos é feito para ganharmos mais potência: os cálculos são feitos mais rapidamente e o desempenho aumenta. Veja o seguinte link:
http://www.madshrimps.be
Passando de 3.2 para 3.8 GHz (ganho de 18 % em frequência), os ganhos nos testes "SuperPi","WPrime" e "3DMark01" são de 18 % e 6 %.

Como fazê-lo?


Tudo se define na BIOS:

Termos importantes :
CPU Ratio (coeficiente CPU)
CPU Bus Frequency (Barramento Speed ou FSB)
CPU/NB Frequency (frequência do controlador de memória)
HT Link Speed (frequência do Barramento HyperTransport)

Dependendo das placas-mãe, a terminologia pode mudar um pouco; por exemplo, algumas placas-mãe propõem ajustar diretamente um valor para a "CPU/NB Frequency" (exemplo da BIOS acima), outras propõem um coeficiente multiplicador "CPU Frequency Multiplier".

Observação:
Para os Phenom II com o modo Turbo (Phenom II T), é preciso desativar a opção "Turbo Core" na BIOS .

Na prática, devemos distinguir dois casos: o dos processadores "Black Edition" com coeficiente CPU alterável na BIOS, e o dos outros, com coeficiente CPU fixo.

a) Overclocking dos "Black Edition"

Basta aumentar o multiplicador do processador, chamado "CPU Frequency Multiplier" de 1x em 1x e de 0,5x em 0,5x para encontrar os limites. Testa-se a estabilidade e, se não estiver estável, incrementa-se a tensão do núcleo, chamada "CPU Voltage", tomando cuidado para não exceder os limites recomendados acima.

A média em ganho é de 20 a 25%, com frequências entre 3,6 e 4 GHz.

Exemplo:

Obtém-se o overclocking deste processador "Black Edition" através do aumento do coeficiente multiplicador de 16x para 19x. A tensão "Core Voltage" era de 1.344 V (1.350 V na BIOS). O "CPU NB Multiplier" era de 12x com 1.20 V (+ 0.100 V) ou de 13x com 1.275 V (+ 0.175 V).

b) Overclocking dos não-" Black Edition"

O parâmetro "Memory Frequency Multiplicador"é definido como 5.33x para a DDR3-1333, 6.66x para a DDR3-1600, 4.00x para a DDR3-1066.

Caso contrário, o parâmetro equivalente, "Memory Frequency" passa para "DDR3-1066 MHz" para os 1333 MHz", "DDR3-1333 MHz" para DDR3-1600, "DDR3-800 MHz"para DDR3-1066 MHz.
Passamos o "CPU Voltage"para 1,400 V para um stepping C3 ou E0, 1.450 V para um stepping C2.
Colocamos o "FSB/HT Reference Clock" em 250 MHz para a DDR3-1333 MHz, 240 MHz para a DDR3-1600 MHz, 266 MHz para a DDR3-1066 MHz, no máximo.
Colocamos os valores "CPU Northbridge Frequency Multiplier"e "HT Link Frequency multiplier" em 8x.
Se não estiver estável, podemos aumentar a tensão do núcleo "CPU Voltage", ou diminuir o "FSB/HT Reference Clock". Geralmente, os ganhos máximos de frequência são de cerca de 20%, o que corresponde a um FSB/HT situado entre 240-245 MHz.

Exemplo::


Aqui, o overclocking foi obtido pelo aumento da "CPU Bus Frequency" com 250 MHz. O "HT Link" foi reduzido a um multiplicador de 8x para não exceder 2 GHz de frequência. Observe que a tensão "Core Voltage"é de 1 280 V (1 425 V na BIOS).

Você pode desativar o C1E e o Cool'n'Quiet para overclocks mais avançados.

Como testar a estabilidade?


Para este overclock, testaremos a estabilidade com o software "OCCT": faremos testes de 1-2 horas, ou mais, para os que quiserem.

Para saber mais


Os Phenom II tem a característica de fazer melhores overclocks em baixas temperaturas:

http://www.madshrimps.be

Saiba que a temperatura tem uma influência tão forte quanto a tensão do núcleo.

Overclocking do controlador de memória

Interesse de fazer o overclock do controlador de memória


O controlador de memória integrado ao Phenom II tem várias limitações em relação aos processadores Nehalem da Intel:
Ele já tem dificuldade para fazer pleno uso da memória DDR3-1333, e é pior com a DDR3 -1600, e sua largura de banda se limita muito rapidamente em comparação ao Nehalem da Intel:

http://www.hardware.fr/articles/814-4/ddr3-influence-canaux-timings.html

A frequência do controlador de memória dribla com os desempenhos:

Ela aumenta a largura de banda da memória e reduz a latência do cache L3.
É ajustável em plataformas AM3 e 1366.

Na Plataforma AM3 a frequência do controlador de memória é frequentemente chamado na BIOS de "CPU NB Frequency", e a tensão associada é a "CPU NB Voltage".

Esta frequência do controlador de memória é, originalmente, de 2 GHz, podemos aumentá-la para 2,4 GHz (o/c "razoável") ou 3 GHz com os processadores mais recentes (o/c "extremo").

Ao fazer o overclocking do controlador de memória de 20% (de 2,0 GHz a 2,4 GHz), as velocidades em gravação e leitura aumentarão cerca de 20% e a latência do cache L3 também diminuirá de 20%:

http://www.lostcircuits.com

A tensão associada "CPU NB Voltage, nunca deverá exceder 1.40V em plataformas AM3 (como 1366): Recomenda-se não exceder 1.30V por razões de segurança, como indicado abaixo.

Veja os resultados obtidos no overclocking do controlador de memória:

http://www.madshrimps.be

Como fazê-lo?


Aumentando a linha da BIOS "CPU Northbridge Frequency Multiplier "até que fique mais estável. Podemos aumentá-la para garantir a estabilidade deste overclock, a tensão "CPU Northbridge Voltage" (e não o "Northbridge Voltage").

Recomenda-se a ficar abaixo de 1,30 V, idealmente até 1,25 V (ou seja + 0.200V a 0,150 V). Os Phenom II X4/X3/X2 em stepping atingem, de maneira estável, 2.2 GHz na tensão original, os 2,4 GHz a 1,20 V (ou + 0,100 V) e 2,6 GHz a 1,275 V (ou seja + 0.175 V).

Exemplo:

Aqui, o overclocking foi obtido pelo aumento da "CPU Bus Frequency" a 250 MHz. A "CPU Northbridge Frequency Multiplier" foi reduzido a 10x para que os caches e o controlador de memória sejam de 2,5 GHz. A tensão da "CPU NB Voltage" era de 1,2250 V (+ 0.100 V).

PS: Se o seu computador é usado para aplicações que utilizam múltiplos núcleos, é preferível o modo "Unganged" (ver foto). Caso contrário, para aplicações que utilizam um único núcleo, é preferível o modo "Ganged". Recomenda-se estar em "Dual Channel" para um melhor desempenho.

Como testar a estabilidade?


A estabilidade pode ser testada pelo software "Prime95", teste "Blend", em períodos de 2 a 3 horas.

Glossário


Stepping: Revisão do processador, esse valor muda cada vez que o modelo é alterado (correções de bugs, melhor overclock, aquecimento reduzido, etc). É visível na CPU-Z.

Cache: Parte do processador onde estão armazenados os dados de acessos frequentes, além da RAM (mais lenta) é uma memória que continua a ser extremamente rápida.

Ciclos e latências: Um processador de 4 GHz oferece 4.000 bilhões de pulsos por segundo. Entre dois pulsos, não existe um ciclo. A latência do cache dos Phenom II, com 59 ciclos, significa que entre a leitura e a gravação de um dado, o processador fornecerá 59 pulsos.

Controlador de memória: Em plataformas AM3, ele é introduzido no Die (circuito integrado) do processador e gerencia a memória RAM.

Ele pode ser chamado de IMC (Integrated Memory Controller) ou NorthBridge (NB).

Black Edition: Processador cujo coeficiente multiplicador é desbloqueado na subida, ao contrário dos outros processadores.


Tradução feita por Lucia Maurity y Nouira

Veja também

Artigo original publicado por . Tradução feita por pintuda. Última modificação: 31 de março de 2012 às 09:30 por ninha25.
Este documento, intitulado 'Overclocking dos Athlon II &Phenom II', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.