A gestão da memória

Agosto 2017

Descrição da memória

A memória física de um sistema divide-se em duas categorias:


A memória viva ou memória RAM (memória de acesso aleatório): compreende circuitos integrados e, consequentemente, é muito rápida;

A memória de armazenamento massivo: composta de dispositivos magnéticos (disco rígido, bandas magnéticas, etc.), muito mais lenta.

A memória física consiste em uma área de armazenamento temporário para os programas e dados utilizados. De um modo geral, quanto maior a quantidade de memória, mais aplicações poderão ser executados simultaneamente. Além disso, quanto mais rápida a memória, mais rápida será a reação do sistema, Por isso, o sistema operacional deverá se organizar da melhor maneira possível para obter um máximo de desempenho.

A gestão da memória

A gestão da memória representa um vinculo delicado entre o desempenho (tempo de acesso) e a quantidade (espaço disponível). Na verdade, o objetivo é obter o máximo de espaço disponível na memória, mas raramente queremos que isto aconteça em detrimento do desempenho.


A gestão da memória deve permitir o compartilhamento da memória (em sistemas multitarefas); a atribuição de blocos de espaço de memória para as diferentes tarefas; a proteção dos espaços de memória utilizados (ex: evitar que um usuário alterar uma tarefa executada por outro usuário); a optimização da quantidade de memória disponível, principalmente através de mecanismos de extensão da memória.

A extensão da memória

A memória pode ser aumentada de duas maneiras:


Dividindo um programa de modo que uma parte permaneça na memória viva e a outra seja carregada na memória quando o acesso a estes dados for necessário.

Utilizando um mecanismo de memória virtual, que consiste em utilizar o disco rígido como memória principal e armazenar apenas as instruções e os dados utilizados pelo processador na memória RAM. O sistema operacional realiza esta operação criando um arquivo temporário (chamado arquivo SWAP ou arquivo de troca) no qual são armazenadas as informações quando a memória viva já não é suficiente. Esta operação produz uma baixa considerável do desempenho, uma vez que o tempo de acesso do disco rígido é muito mais rápido que a memória RAM. Ao utilizar a memória virtual, é normal constatar que o LED do disco rígido permaneça quase sempre aceso e, no caso do sistema Microsoft Windows, que um arquivo chamado win386.swp de uma dimensão consequente, proporcional às necessidades de memória viva, apareça.

Os mecanismos de distribuição da memória

A memória central pode ser distribuída de três maneiras:


A segmentação, onde os programas são recortados em pacotes de tamanhos variáveis chamados ‘segmentos’;

A paginação, que consiste em dividir a memória em blocos e os programas em páginas de comprimento fixo;

Uma combinação de segmentação e de paginação: onde algumas partes da memória são segmentadas, e outras, paginadas.

Veja também


Gestión de memoria
Gestión de memoria
La gestion de la mémoire
La gestion de la mémoire
La gestione della memoria
La gestione della memoria
Última modificação: 22 de julho de 2017 às 17:40 por ninha25.
Este documento, intitulado 'A gestão da memória', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.