Webmastering - Concepção de um website

Julho 2015

Concepção de um website

A concepção de um website deve ser uma diligência participativa, orientada para os utilizadores, o que significa que deve fazer-se, tanto quanto possível, em concertação com um conjunto de representantes da empresa ou da organização, bem como dos seus beneficiários, para obter uma satisfação máxima dos utilizadores.

O conjunto da concepção deve assim centrar-se no utilizador e realizar-se em concertação estreita com um painel representativos de utentes, por exemplo aquando de reunião de brainstorming.

O objectivo principal da fase de concepção é analisar o conjunto das necessidades e seguidamente imaginar contextos de utilização. A análise das necessidades comporta assim duas vertentes:

  • As necessidades da organização, correspondendo a uma estratégia de objectivos;
  • As necessidades dos utilizadores, correspondendo a uma estratégia de alvo.





Estratégia, alvo e objectivos

Estratégia de objectivos

Antes de começar qualquer projecto de website, é necessário recapitular os objectivos do mesmo e, no caso de uma empresa ou de uma organização, em que medida o site vai permitir à organização atingir os seus próprios objectivos estratégicos.

É aconselhável inventariar o conjunto dos objectivos do site e associar-lhe critérios operacionais, quantificáveis, que permitirão avaliar se o objectivo visado foi bem alcançado.

Estratégia de alvo

Um website é geralmente concebido para uma categoria de utilizadores. Uma selecção precisa do tipo de utilizador interessado permitirá estabelecer um perfil tipo e assim focalizar o conteúdo em tal ou tal tipo de informação.

É assim necessário interrogar-se sobre o tipo de informação que os utilizadores alvos poderão procurar e tentar determinar as suas principais perguntas e o tipo de resposta esperada.

Esta etapa pode ser feita por meio de uma entrevista aos clientes da empresa ou aos beneficiários da organização, ou, no caso de um site pessoal, entrevistas com as pessoas do meio envolvente.

Vigilância concorrencial

A vigilância concorrencial consiste em determinar os principais concorrentes do site, analisar como respondem à sua clientela e eventualmente ver quais são as suas lacunas, para propor um serviço que as preenche. Trata-se por conseguinte de uma análise concorrencial baseada no mesmo sector de atividade que permite elaborar um panorama da oferta existente e a necessidade a satisfazer, para criar um site que tem uma mais-valia para os futuros visitantes.

Cenários

A escrita de cenários consiste em pôr-se na pele do utilizador e imaginar os diferentes casos de utilização possíveis do site.

Caderno de Encargos

O caderno de encargos é um documento contratual sintético que permite ao cliente definir a sua necessidade junto do gerente de projecto(prestador). Ainda que a realização do site não seja confiada a um prestador, é sempre útil redigir um caderno de encargos, mesmo curto, para formalizar as suas ideias.

Planificação

A etapa de planificação consiste em:

  • fazer uma lista das pessoas que trabalham no projecto de site,
  • repartir as tarefas de acordo com as competências
  • estabelecer um planeamento para cada uma delas.
  • calcular globalmente o projecto, calculando o tempo passado por cada pessoa e multiplicando-o pelo seu custo horário (ou diário).




Uma equipa de realização de site reúne geralmente os seguintes perfis (uma mesma pessoa pode ter vários papéis):

{| class="ccm"
|-
|!Ofício
|!Descrição
|-
| Director de Projecto
| Pessoa, no controlo de obra, encarregada da gestão global do projeto.
|-
| Chefe de projeto técnico
| Trata-se da pessoa, no controlo de obra, encarregada da gestão das equipas técnicas (programadores, arquitectos web, etc.).
|-
| Redactor chefe (editor ou chefe de rubrica)
| Encarregue de estabelecer o conteúdo do site, para responder o melhor possível às expectativas dos internautas e assim aumentar o número de visitantes.
|-
| Web jornalista
| O web jornalista está encarregue da redacção do conteúdo. O ofício de web jornalista é próximo do de um jornalista tradicional.
|-
| Programador (programador)
| O seu papel é conceber e desenvolver as partes dinâmicas do síte. Trata-se de uma função técnica que aspira à de chefe de projecto técnico.
|-
| Director artístico
| Está encaregue de coordenar as criações artísticas para traduzir as ideias do cliente numa dimensão multimédia. Deve assim seguir o conjunto das equipas artísticas, para garantir a harmonia visual do site.
|-
| Infografista
| Elabora os elementos gráficos do site (ilustrações, esquemas, logotipos, etc.).
|-
| WebDesigner
| Concebe o aspecto gráfico do site.
|-
| Integrador HTML
| Concebe e põe em linha as páginas web do site, incorporando os artigos dos jornalistas e os elementos gráficos.
|-
| Ergonomista
| A tarefa ergonoma consiste em conceber um interface utilizável para maximizar a facilidade de utilização do site e fidelizar os usuários da internet. Esta tarefa pode muito bem ser realizada por um dos outros perfis.
|-
| Administrador da rede
| Na maioria dos casos, a administração da rede é assegurada pelo administrador.No entanto, se o site estiver alojado na organização ou se o site se basear numa arquitectura de rede complexa, o administrador da rede será o responsável pelo bom funcionamento desta, em termos de qualidade de serviço e de segurança.
|-
| Animador web (às vezes animador de comunidades, ou moderador)
| Trata-se de uma função essencial para o site, destinada a garantir o bom funcionamento das trocas nos espaços de discussão (fórum, chat). Modera (suprime, altera ou desloca) as mensagens contrárias à ética do síte e guia os novatos. Na medida do possível, tenta responder às perguntas dos utilizadores. Por último, pode lançar debates ou sondagens para criar estímulos.

Estudo de viabilidade

O site deve igualmente ser pensado em termos de orçamento e de tempo. Deve nomeadamente ser pensados a longo prazo, ou seja, o que quer dizer dever prever-se meios para criar o site, mas também para mantê-lo e actualizá-lo. A esse respeito, se o síte não actualizado regularmente, corre o risco de manchar a imagem de marca da empresa, em vez de a valorizar.

Nesta etapa, as ambições iniciais podem ser reexaminadas e estabelecida a sua prioridade, para não se escolher como mais prioritários o orçamento e os prazos.

Para uma leitura offline, é possível baixar gratuitamente este artigo no formato PDF:
Webmastering-concepcao-de-um-website .pdf

Veja também


Webmastering - Website Design
Webmastering - Website Design
Webmastering - Diseño de un sitio web
Webmastering - Diseño de un sitio web
Webmastering - Webseiten - Konzeption
Webmastering - Webseiten - Konzeption
Webmastering - Conception d'un site web
Webmastering - Conception d'un site web
Webmastering: Concezione di un sito web
Webmastering: Concezione di un sito web
Este documento, intitulado « Webmastering - Concepção de um website »a partir de CCM (br.ccm.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.