1
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Newsletter: para que serve e como fazer

Todos os detalhes contam na hora de fazer uma newsletter. Veja aqui o passo a passo completo para criar a sua.



Newsletters fazem parte da estratégia de comunicação de muitas empresas. Elas informam clientes sobre novidades, promoções e ações especiais, além de serem úteis para conquistar novos clientes e aumentar o tráfego de um site. Mas é preciso seguir algumas recomendações para que elas gerem o resultado esperado. A seguir, aprenda a fazer uma gratuitamente.

Newsletters e e-mail marketing

O envio massivo de newsletters via e-mail permite chegar ao público-alvo de forma mais rápida.


O objetivo dessa do e-mail marketing é importante para definir o conteúdo de uma newsletter. Ela pode ter o objetivo de prospectar clientes, fidelizá-los, comunicar novidades, lançar produtos ou serviços uma empresa, marca ou blog, além de melhorar e personalizar o diálogo com os clientes.

O envio das newsletters é instantâneo e cerca de 80% das respostas dos clientes são realizadas nas 48 horas posteriores. Em geral, os internautas são receptivos a esse canal de comunicação - quando dão seu consentimento para receber esses e-mails.

O impacto da ação pode ser medido imediatamente por meio de estatísticas e, além disso, há um efeito viral desse conteúdo, já que muitos internautas podem reenviá-lo via e-mail.

Como criar uma newsletter

Passo 1 - Escolher um serviço de mailing

Distribuir uma newsletter utilizando um serviço de e-mail é pouco prático e inviável, se houver muitas pessoas cadastradas. Por isso, o mais aconselhável é usar um serviço de mailing ou envio massivo de e-mails.


Há muitos provedores de serviços de newsletters gratuitos. Cada um oferece um tipo de plano grátis, que varia de acordo com o número de inscritos e envios por dia ou mês. Por isso, é importante avaliar qual atende melhor às suas necessidades, mas o processo em cada um é basicamente o mesmo: criar uma conta, importar a lista de contatos, criar a newsletter e enviá-la. Algumas das opções gratuitas são:
  • O SendinBlue é desenhado tanto para pequenas empresas e profissionais autônomos quanto para grandes organizações. Permite disparar e-mails marketing e newsletters de forma personalizada.
  • O SendPulse oferece um sistema completo de automação de marketing, com a possibilidade de enviar e-mail marketing, SMS e responder clientes por chatbots em uma só plataforma.


Uma boa prática é enviar um e-mail de boas vindas aos usuários recém-inscritos para receberem esse contato. Isso é possível graças a um sistema de resposta automático, que permite programar e enviar e-mails automaticamente. No mercado, existem soluções especializadas com planos gratuitos, e outros com valores reduzidos. É preciso avaliar os que melhor atendem aos seus objetivos.

Passo 2 - Criar a newsletter

Muitos serviços oferecem templates prontos de newsletter, assim basta adicionar o logo da sua marca e completar o conteúdo. Se elas forem muito simples, é possível criar algo mais sofisticado com a ajuda de ferramentas gratuitas como o Canva, ou com softwares de desenvolvimento e editores HTML.

É importante sempre copiar o texto de um editor de texto como o bloco de notas, que tira a formatação do texto. Assim, não há risco de haver incompatibilidade com o template.

Feito isso, escolha um assunto direto e atraente, usando entre três e sete palavras no máximo. Exemplos são “10 conselhos para aumentar sua produtividade”, “Cupom de desconto de 40%”, etc. É importante levar em conta que a primeira informação é a que impacta o leitor e, se ela não chama atenção, pode ser que ele apague o e-mail sem ler ou cancele a inscrição.

A atenção dada ao conteúdo da newsletter é fundamental. Para que os clientes se lembrem da sua marca, inclua o logo da empresa e ajuste o conteúdo de acordo com o seu público-alvo:
  • Em vez de conteúdo longos, prefira textos curtos para leitura rápida;
  • Crie um equilíbrio entre texto e imagens de qualidade (no máximo 1MB para que não demorem a carregar);
  • Destaque seus produtos e serviços, um novo artigo de blog, atualidades, promoções, conselhos ou dicas do setor;
  • Complemente sua newsletter com links que dirijam o leitor ao site;
  • Evite termos frequentemente empregados por quem envia spam.

Passo 3 - Enviar a newsletter

A newsletter deve ser enviada aos seguidores (se tiver um blog) ou clientes atuais e potenciais, assim como a seus sócios.

No site, adicione a categoria “Receber a newsletter” ou “Inscreve-se”, onde os internautas podem deixar seu e-mail.


Importante

Para que sua campanha de e-mail marketing não seja considerada spam e dê uma mensagem negativa da marca ou empresa, leve em consideração o seguinte:
  • Não envie a newsletter a pessoas que não tenham dado seu consentimento para recebê-la
  • Os usuários devem ter a possibilidade de cancelar a inscrição a qualquer momento. É obrigatório incluir um link na newsletter, geralmente na parte inferior do e-mail, que permita aos usuários de cancelar a inscrição.
  • O remetente deve ser claramente identificado.

Como avaliar uma campanha de e-mail marketing

Alguns provedores de serviço de mailing, como o Mailchimp, oferecem a possibilidade de acessar algumas estatísticas de forma gratuita para medir os resultados. Ele permite atualizar o conteúdo, como um tipo de oferta, e encontrar pontos de melhoria para aumentar o retorno das próximas campanhas.

Métricas:
  • Taxa de recepção (envios)
  • Taxa de abertura
  • Taxa de cliques
  • Taxa de visitas geradas a partir do site
  • Taxa de ações pós-clique: inscrição, download de conteúdo, formulário preenchido, etc.
  • Taxa de cancelamento.

Manter atualizada a lista de inscritos

Muitos serviços de mailing oferecem funções de atualização da base de dados. Fazer isso ajuda a eliminar endereço errados e os que marcam o conteúdo como spam. As vantagens incluem maior taxa de abertura para futuras campanhas, menor risco de ser considerado um spam e menor possibilidade de ser bloqueado pelos provedores de serviços de correio eletrônico.


Além disso, é importante categorizar essas listas de acordo com critérios como localização, clientes atuais e potenciais, por exemplo. Isso ajudará a melhorar a eficácia das newsletters.

Foto: ©123RF.com
Este documento, intitulado 'Newsletter: para que serve e como fazer', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.

Assine nossa newsletter!

Receba toda semana o melhor conteúdo

Assine nossa newsletter!