2
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

P2P: o que é e como funciona

A tecnologia P2P ou Peer-to-Peer permite compartilhar rapidamente dados digitais na web. Ela é baseada na descentralização da distribuição de arquivos abolindo a intermediação de um único servidor central. Veja nesta dica tudo o que você deve saber para usar o P2P.


O que é a rede P2P

Peer-to-Peer é um formato de rede de computadores sem servidor central que se comunicam diretamente uns com os outros. Isso significa que um arquivo digital, como o torrent (que contém metadados de filmes, música, jogos) por exemplo, é carregado com a ajuda de muitos usuários que trocam fragmentos do mesmo arquivo, acelerando o download. Uma vantagem desse tipo de compartilhamento é que ele pode ser interrompido e retomado de onde parou.

Também chamada de arquitetura de nó, sistema par a par ou ponto a ponto, o P2P abandona a centralização, onde um servidor distribui e um cliente recebe. Nesse modelo, cada usuário é, ao mesmo tempo, servidor e cliente, todos possuindo as mesmas responsabilidades e capacidades funcionais. Todos podem acessar qualquer computador embora a velocidade dependerá sempre da qualidade da conexão de cada PC.

O sistema Peer-to-Peer dá acesso a recursos de informação localizados em computadores de toda a rede, o que lhe deu grande popularidade no compartilhamento de arquivos de mídia. Vale lembrar que o conceito P2P é aplicado igualmente em outros setores da web, como armazenamento na nuvem, transmissão de trabalhos acadêmicos, telecomunicações e circulação de moedas digitais.

O protocolo BitTorrent foi o pioneiro neste tipo de rede para baixar arquivos de mídia. Se você quiser saber mais sobre as questões legais do uso do protocolo para baixar vídeos e músicas, consulte esta página com dicas e tutoriais. Recomendamos baixar apenas mídias com licença livre.

Como funciona a rede Peer-to-Peer

Fazer o download de arquivos por meio do sistema P2P é bastante simples, porque a operação exige apenas usuários, máquinas conectadas e arquivos digitais que trafegam na web. Lembre que cada usuário solicita e envia simultaneamente, ou seja, cada máquina conectada à rede funciona como um nó.

P2P e mídias

Imagine seu computador como parte de uma rede de computadores que desempenham simultaneamente os papeis de servidor e cliente e fazem circular dados em alta velocidade. Isso explica a reputação do sistema, onde a troca de dados é realizada por fragmentos aleatórios muito leves (máximo de 256 Kb) até o carregamento completo.

O arquivo final é montado dos milhares de pedaços recebidos. Por não depender de uma fonte distribuidora, os downloads, além de mais rápidos, não geram fila de espera, uma vez que todos compartilham pedaços do arquivo entre si. Assim, quanto mais pessoas estão baixando um mesmo arquivo, maior largura de banda fica disponível, evitando travamentos e demora.

Vários aplicativos usam o sistema P2P para baixar arquivos de mídia como o BitTorrent, µTorrent, AresGalaxy, qBitorrent e BitComet, entre outros.

P2P e moedas digitais

O conceito P2P vem sendo aproveitado no campo das moedas digitais pela rapidez e, acima de tudo, segurança e diminuição de custos das transações. A segurança é garantida porque um arquivo compartilhado em uma rede P2P não pode ser excluído nem alterado, pois isso implicaria na exclusão de toda a rede conectada. Essa é a base do protocolo de segurança chamado Blockchain.

Blockchain

Blockchain é um protocolo de segurança baseado na descentralização do sistema P2P verificado por todos os usuários desenvolvido pela Bitcoin. Ele garante a segurança das transações financeiras na web e, atualmente, é adotado por inúmeras criptomoedas e bancos de dados. Isso quer dizer que, neste tipo de transação, não existe a necessidade da intermediação de bancos, o que diminui a burocracia, os custos e o tempo da transação.

P2P e armazenamento na nuvem

Muitos serviços de armazenamento na nuvem baseiam-se no P2P por razões de segurança, já que os dados armazenados são distribuídos em pedaços e verificados por todos os integrantes da rede. Isso garante a inviolabilidade dos dados e impede cópias dos arquivos por hackers. Vários programas usam este sistema atualmente para guardar e proteger dados de seus usuários.

Foto: © Spectral-Desing - Shutterstock
Jean-François Pillou

Nosso conteúdo é produzido em colaboração com especialistas em tecnologia da informação sob o comando de Jean-François Pillou, fundador do CCM.net e diretor digital do Grupo Figaro. CCM é um site sobre tecnologia líder em nível internacional e está disponível em 11 idiomas.

Mais informações sobre a equipe do CCM

Veja também

Publicado por Ana Spadari. Última modificação: 3 de junho de 2019 às 10:51 por Pedro Muxfeldt.

Este documento, intitulado 'P2P: o que é e como funciona', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (https://br.ccm.net/) ao utilizar este artigo.
Adicionar comentário

Comentário

Comentar a resposta do usuário anônimo