2
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Videogames e seus efeitos no cérebro

Quando falamos sobre videogames dos quais gostamos, frequentemente abordamos seus gráficos, a história ou a jogabilidade. Um adjetivo de venda frequentemente usado por quem curte games é que ele é viciante, mas você já se perguntou quais são os mecanismos que fazem nossos cérebros desfrutarem tanto de jogos, seja em um PC, console ou até mesmo em dispositivos móveis? Tem algo a ver com o que chamamos de sistema de recompensas. Se quiser saber mais sobre este assunto, continue lendo o artigo para entender como os nossos cérebros adoram videogames.



O que é sistema de recompensa?

O O sistema de recompensa do cérebro é um grupo de regiões cerebrais responsáveis ​​pela cognição relacionada à recompensa ou, em outras palavras, pelo prazer, motivação e desejo, além da aprendizagem associativa . Essas regiões do cérebro são ativadas sempre que há um estímulo de recompensa, o que significa que há uma liberação de dopamina.

A dopamina é um neurotransmissor - uma espécie de mensageiro entre as células e regiões cerebrais - que viaja através de quatro diferentes vias da dopamina , sendo que duas delas são consideradas parte do sistema de recompensa . Esta molécula contribui para a sensação de prazer e satisfação, então sua mensagem é simples: isso é ótimo. Certas experiências, como o uso de drogas, levam a uma grande liberação de dopamina, mas, com o tempo, o limite aumenta e mais substância é necessária para atingir o mesmo efeito - e, como você deve ter adivinhado, isso é algo que vemos em vícios.



Para resumir, uma experiência gratificante ativará o sistema de recompensa e uma quantidade maior do que o normal de dopamina será liberada. A dopamina afeta a excitação, a tomada de decisão, o desejo e o comportamento direcionado a um objetivo.

É importante notar que, de acordo com esta pesquisa recente (em inglês), a dopamina não causa prazer por si mesma, mas está envolvida na codificação de memórias sobre recompensas (como e quando obtê-las?) e é liberada pouco antes de consegui-las.

Qual é a conexão da dopamina com os videogames?

Esta pesquisa indica que jogar videogame é uma ação relacionada à liberação de dopamina.

Existem diferentes tipos de videogames, mas há uma ideia básica: você necessita progredir no jogo para obter algo recompensador . É uma experiência direcionada a um objetivo.

Diferentes videogames têm jogabilidade diferente: alguns farão você se esforçar muito antes de ter sucesso (por exemplo, a trilogia Dark Souls), e outros lhe darão mais gratificação instantânea (uma recompensa), por exemplo, o Candy Crush.

Embora não haja pesquisas sobre Dark Souls ou Candy Crush, podemos imaginar os mecanismos por trás desses jogos. No primeiro caso, o sentimento de realização pode ser maior depois de lutar por um longo período (por favor, não diga Git Gud) e o prazer pode estar associado a uma ativação importante no sistema de recompensa. No segundo caso, a dificuldade é menor, porém a gratificação é mais frequente, mantendo o sistema de recompensa ativado por mais tempo.

O que é comum é o seguinte: quando um determinado comportamento é recompensado, ele tende a persistir. E esta é uma das razões pelas quais você pode não gostar de Dark Souls. Devido ao nível de dificuldade, a recompensa pode nunca ser alcançada.

Tudo é uma questão de química cerebral

A resposta para essa pergunta é que o sistema de recompensa por jogos de videogames é algo mais complicado do que isso. A liberação de dopamina é um fator importante, mas não único. Isso porque experiências prévias com videogames indicaram que preferências pessoais e a importância atribuída aos diferentes elementos de um game (por exemplo, gráficos, história, trilha sonora, etc.). Outro fator importante é que nossos cérebros são diferentes e não reagem da mesma maneira. Então, nossa reação aos jogos é algo multifatorial.

Foto: © Unsplash
Este documento, intitulado 'Videogames e seus efeitos no cérebro', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.

Assine nossa newsletter!

Receba toda semana o melhor conteúdo

Assine nossa newsletter!