iOS 16: confira as melhorias que chegaram com a atualização

O iOS 16, novo update do sistema operacional da Apple está, enfim, disponível. Os usuários que possuem um aparelho compatível, já podem instalar esta versão e começar aproveitar as novidades como a famosa tela de bloqueio. Confira os novos recursos na continuidade do texto.

Como de costume, a Apple escolheu uma segunda-feira para começar a distribuir a atualização, neste ano foi caiu no dia 12 de setembro. Agora, então, é possível baixar e instalar o iOS 16 no seu iPhone, contanto que seja compatível (veja abaixo), mas também no watchOS 9, se você tiver um relógio conectado adequado. Por outro lado, a Apple atrasou o lançamento do iPadOS 16, que estará disponível mais tarde, o tempo, sem dúvida, para finalizar algumas funções. Além disso, tenha cuidado, pois todas as funções prometidas pela Apple durante a apresentação do iOS 16 ainda não estão disponíveis: teremos que esperar as próximas atualizações.

Como instalar o iOS 16?

Atualizar seu iPhone para uma nova versão do iOS é muito simples. Basta abrir os Ajustes do iPhone, ir para a seção Geral, depois para Atualização de software e começar a baixar e instalar a nova versão, quando for oferecida. Conte cerca de vinte minutos para a operação, dependendo da velocidade da sua conexão com a Internet.

Se você não está com pressa, espere que outros enfrentem os problemas de uma versão principal: a atualização será oferecida automaticamente e você pode instalar o iOS 16 ou um revisão mais serenamente corrigida.

O que há de novo no iOS 16?

Na conferência de desenvolvedores (WWDC) em junho de 2022, os anúncios começaram com o sistema operacional do iPhone, produto estrela da Apple. Foi Craig Federighi, vice-presidente sênior responsável por toda a engenharia de software da Apple, que anunciou aa novidades. Ele deu início ao evento com uma demonstração detalhada de todas as novas possibilidades de personalização da tela de bloqueio.

Tela de bloqueio personalizável

Personalizar a tela de bloqueio é a novidade mais visível e mais espetacular do iOS 16. Ela se destaca já no novo iPhone 14 Pro, com a função Always On, ou seja, sempre ligada, permitindo que as informações sejam exibidas permanentemente na tela, mesmo quando o telefone estiver em modo repouso.

Utilizando uma interface inspirada na do Apple Watch, o iOS 16 permite criar várias telas de bloqueio, variando fotos, cores e até fontes para exibir a hora e a data. Pode-se também escolher entre a coleção de estilos oferecidos. Então, como acontece com os mostradores do relógio, você pode facilmente rolar horizontalmente para escolher o que preferir de acordo com, por exemplo, a hora do dia. Assim como no Apple Watch também, a tela de bloqueio do iPhone permite que você jogue com um efeito de profundidade permitindo, por exemplo, na hora exibida bem grande na parte superior da tela, interagir com a foto até quase desaparecer sob o cabelo. Vale destacar que esse efeito de profundidade (nome da função) está disponível apenas no iPhone Xs. No iPhone 8 e X, embora sendo compatíveis com o iOS 16, não se poderá ativar o efeito de profundidade na tela de bloqueio.

Você também pode adicionar widgets diretamente na tela de bloqueio, em uma área dedicada, localizada logo abaixo da exibição do horário. Ao tocar nele quando estiver no modo de edição da tela de bloqueio, você verá a galeria de widgets: calendário, clima, anéis de atividade, etc. Você pode até optar por exibir o clima em tela cheia diretamente na tela de bloqueio.

O mais surpreendente é que agora a tela de bloqueio do iPhone é muito mais personalizável do que a tela inicial, que exibe a lista de ícones para seus aplicativos, que continuam alinhados automaticamente um atrás do outro do canto superior esquerdo ao canto inferior direito.

Notificações menos invasivas

No iOS 16, as notificações são agrupadas na parte inferior da tela e podem ser roladas como em um carrossel. Uma boa maneira de não cobrir a tela com as várias notificações que recebemos diariamente.

As notificações também podem, pelo menos em parte, ser substituídas por widgets de atividade ao vivo que podem exibir, também na parte inferior da tela inicial para não ocultar nada, transmitir informações ao invés de notificações. Assim se pode acompanhar resultados esportivos ou ver a hora prevista de chegada de um táxi. A Apple também fornece um amplo widget para controlar a audição de música.

Compatibilidade com um futuro sem senhas

A Apple, juntamente com a Microsoft e a Google, aderiu à aliança Fido, que preparar uma nova forma de usar serviços online sem a obrigatoriedade de informar senhas. A ideia é substitui-las por alertas que chegam diretamente em nosso iPhone. Deste modo, bastará validar a conexão com o sensor de impressão digital TouchID ou pelo reconhecimento facial FaceID. É o sistema Passkeys que promete ser prático e seguro.

Novas configurações para o modo de foco / concentração

No iOS 15, a Apple substituiu o modo Não perturbe pelo modo Foco, permitindo que vários tipos de configurações de notificação de aplicativos fossem programados conforme necessário. Por exemplo, você pode criar um modo de trabalho para permitir que apenas cheguem alertas relacionados à sua atividade profissional ou, ao contrário, bloquear todos eles durante o fim de semana. No iOS 16, você pode atribuir uma tela de bloqueio específica a um modo de foco para personalizar a aparência da tela junto com as configurações de alerta. Os novos filtros de foco do iOS 16 funcionam dentro de aplicativos. Por exemplo, você pode optar por manter o acesso apenas a guias de sites relacionados ao trabalho no Safari e/ou a determinadas conversas no aplicativo Mensagens, quando o modo Work Concentration estiver ativado. Isso promete tempos de configuração (muito) longos para resolver isso nos mínimos detalhes.

Dite e digite ao mesmo tempo

No iOS 15 você tem que escolher. Se você pressionar a tecla do microfone no teclado, ela desaparece em favor de uma pequena onda sonora que se move ao som de sua voz, enquanto as palavras que você está ditando são exibidas na mensagem que você está lendo no momento. Mas se você quiser corrigir um erro e pressionar a tela, o ditado será interrompido para dar espaço ao teclado. No iOS 16, você pode fazer as duas coisas ao mesmo tempo, o modo de ditado permanece ativo mesmo se você digitar algo no teclado. O ponto de inserção de texto ainda mostra a imagem de um microfone para lembrá-lo de que o iPhone ainda está ouvindo você. Ainda melhor, a função de ditado é capaz de adicionar as próprias pontuações de acordo com a flutuação do seu tom de voz.

O direito de cometer erros no aplicativo iMensagens

No iOS 16, é possível editar uma mensagem após enviá-la! Muito prático para recuperar depois uma mensagem enviada com um erro de ortografia ou uma correção automática. Para tanto, basta pressionar longamente a mensagem para poder editá-la. Mais radicalmente, você pode até decidir cancelar o envio, ou seja, excluir a mensagem do tópico de conversa, tanto em casa quanto no(s) seu(s) correspondente(s). Essas duas novas funções dizem respeito apenas ao iMessages, ou seja, às mensagens que são enviadas em bolhas azuis para outros usuários de dispositivos Apple. Mas não o simples SMS enviado em bolhas verdes.

Outro detalhe prático, finalmente é possível marcar uma conversa como não lida, como já conseguimos fazer há tanto tempo em qualquer aplicativo de e-mail. Uma função muito prática para que não se esqueça de responder a uma mensagem que leu.

Mapas detalhados e rotas com várias paradas no Maps

A Apple continua com seu plano de alcançar o Google Maps. Mapas detalhados estarão disponíveis até o final do ano em cerca de vinte países, em uma seleção de cidades. Os novos mapas são mais detalhados e apresentam mais informações, mas também oferecem visualizações 3D, que vão além do mapeamento fotográfico. Essas visualizações serão, certamente, úteis em realidade virtual e/ou aumentada, quando a Apple decidir lançar seu misterioso dispositivo.

Além de mapas mais detalhados, o app Maps agora permite criar rotas com até 15 waypoints – algo que já era possível há tempos no Google Maps. Você pode criar suas rotas no iPhone, iPad ou Mac e elas serão sincronizadas em todos os seus dispositivos e prontas para serem usadas. Muito prático para preparar tudo em uma tela grande antes de sair.

Reconhecimento de texto ao vivo mesmo em vídeos

O recurso Live Text foi uma das estrelas do iOS 15. Com ele, você pode selecionar texto de qualquer imagem como faria em um documento do Word. Essa função vai além no iOS 16, permitindo que você faça a mesma coisa em um vídeo, não pausado antes. E, o iPhone poderá oferecer a tradução automática do texto selecionado. Muito prático quando você está no exterior para ler um cardápio ou placas por exemplo.

Corte automático de um assunto em uma imagem

Já tirou uma foto do seu animal de estimação? Coloque o dedo sobre ele e arraste-o: seu cachorro, ou outro animalzinho, parece se destacar no fundo da foto. O melhor de tudo é que você pode arrastá-lo para uma mensagem. O iPhone faz o corte automaticamente para que apenas o seu cão seja enviado. Resumindo, você cria automaticamente sua coleção de adesivos personalizados para aprimorar suas mensagens. O sistema deve funcionar com bichinhos, flores e qualquer outro objetos que a inteligência artificial consiga reconhecer automaticamente no app Fotos.

Domótica e objetos conectados: conexão em todos os andares no aplicativo Casa. Se você é fã de automação residencial e objetos conectados, já sabe que a Apple oferece há muitos anos seu padrão HomeKit para controlar tudo isso. Todos os dispositivos e objetos conectados compatíveis são encontrados no aplicativo chamado Maison, que permite acioná-los a partir do seu iPhone, programar sequências, por exemplo, acender uma luz quando uma porta é aberta, etc. A Apple suporta a chegada do protocolo Matter que, com o tempo, tornará todos os objetos conectados compatíveis entre si, independentemente de sua marca. O Matter faz, portanto, parte do iOS 16 que, além disso, oferece uma nova versão do aplicativo Home, que realmente precisa. O aplicativo também está disponível em todos os sistemas.

Uma biblioteca de fotos compartilhada especial para a família

A Apple liberou a criação de álbuns compartilhados para que todos que o partilham possam colocar suas fotos lá. No iOS 16, se você ativou a função Compartilhamento de família, pode decidir na Câmera, ao tirar uma foto, que ela será armazenada diretamente no álbum de família. O aplicativo Fotos contará principalmente com seus recursos de reconhecimento de rosto e localização para oferecer a todos a oportunidade de adicionar determinadas fotos ao álbum da família.

Quais recursos do iOS 16 ainda não estão disponíveis?

Todas as novas funções descritas acima não chegaram finalmente com a primeira entrega do iOS 16, conhecida como 16.0. Da mesma forma que a Apple decidiu adiar o lançamento do iPadOS 16 que provavelmente não será oferecido antes da apresentação dos novos modelos de iPad durante o mês de outubro, também será necessário aguardar a versão 16.1 pelo menos para alguns dos as novidades prometidas. Aqui fica a lista, sem que seja possível de momento prever a sua data de chegada:

Compatibilidade com o padrão Matter. Ele permite que os objetos conectados funcionem melhor em conjunto graças a um padrão adotado por todos os principais players do mercado (Appel, Google, Smart Things, Eve, Amazon, etc.).

O aplicativo Freeform: este aplicativo de quadro branco compartilhado também poderá ser usado em um iPhone, mas faz mais sentido em um iPad, com a caneta.

A biblioteca de fotos compartilhadas do iCloud: o álbum digital para fotos de família.

Compartilhando chaves de acesso.

Compatibilidade do SharePlay com o Game Center: nem o SharePlay – que permite que várias pessoas ouçam música ou assistam a um vídeo ao mesmo tempo durante uma chamada do FaceTime – nem o GameCenter – que permite jogadores no iPhone, iPad, etc. para se enfrentar em competição – não parece despertar o fervor da multidão. Integrando sua lista de contatos com o mesmo Game Center para ver quem está jogando o mesmo jogo que você

Quais iPhones são compatíveis com o iOS 16?

Como sempre, uma nova versão de um sistema operacional descarta dispositivos considerados muito antigos e não poderosos o suficiente. O iOS 16 não é exceção. Para tirar proveito disso, você precisa de pelo menos um iPhone 8, enquanto o iOS 15 ainda pode ser instalado em um iPhone 7 ou até 6S. Aqui está a lista completa de modelos compatíveis com iOS 16.

iPhone 14 (todos os modelos)
iPhone 13 (todos os modelos)
iPhone 12 (todos os modelos)
iPhone 11 (todos os modelos)
iPhone Xs (todos os modelos)
iPhone XR
iPhone X
iPhone 8 (todos os modelos)
iPhone SE (de 2ª geração)

Foto: © iOS / Apple

Veja também
Este documento, intitulado 'iOS 16: confira as melhorias que chegaram com a atualização', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.

Assine nossa newsletter!

Assine nossa newsletter!