Como usar a formatação condicional no Excel 2010

Novembro 2017

A formatação condicional é um recurso poderoso oferecido pelo Excel. Como o seu próprio nome indica, ela consiste em aplicar uma formatação especial para uma seleção, de acordo com uma, ou mais condições.


Melhorias na formatação condicional

O Excel 2010 melhorou ainda mais as possibilidades da formatação condicional:

Melhores conjuntos de ícones: os conjuntos de ícones (que apareceram no Excel 2007) exibem ícones para diferentes categorias de dados, com base nos limites que você determinou. O Excel 2010 oferece ainda mais conjuntos de ícones, incluindo triângulos, estrelas e caixas. Você também pode combinar e misturar ícones de diferentes conjuntos, além de poder ocultá-los com facilidade;


Melhores barras de dados: o Excel 2010 oferece novas opções de formatação das barras de dados. Você pode aplicar bordas ou preenchimentos lisos nas barras de dados ou alinhar à direita das barras de dados, nas células. Além disso, agora, as barras de dados são proporcionalmente mais representativas dos valores reais e as barras de dados de valores negativos aparecem do lado oposto a um eixo, em relação aos valores positivos;

Outras melhorias: ao especificar critérios para regras condicionais, você pode se referir a valores de outras planilhas da pasta de trabalho.

Então, selecione a faixa em questão e escolha no grupo Estilos, da guia Início, a opção Formatação Condicional e um dos Tipos de regra e, em seguida, um dos Subtipos. Como se trata de uma galeria, o efeito poderá ser visto na seleção:


Clique no Subtipo que você quer aplicar. Se você preferir definir um estilo personalizado, clique em Nova Regra para definir todos os parâmetros:


Usar fórmulas com formatação condicional

A formatação condicional pode ser usada em várias circunstâncias e com fórmulas. Exemplo:

Evitar duplicatas: com a formatação condicional, é possível identificar duplicatas ao se digitar em uma coluna: aplique uma formatação condicional</bold> na primeira célula, sob os títulos (ex: A2), em seguida insira como condição a seguinte fórmula
=NB.SI($A$2:$A$21;A2)>1
e selecione a cor de fundo desejada em caso de duplicatas, e, em seguida, clique em OK. Recopie este formato com a ajuda da ferramenta Reprodução de formatação (pequeno pincel) nas linhas seguintes.

As duplicatas serão localizadas rapidamente pelo formato definido (na imagem, um texto em negrito e itálico com fundo cinza):


Como aplicar a formatação condicional nas planilhas

O Excel fornece uma formatação global de um conjunto de células, em forma de planilha:

Selecione o intervalo em questão (ele deve ter pelo menos duas células e apenas células adjacentes), escolha no grupo Estilos, da guia Início, a opção Formatar como Tabela. Se ela já estiver em forma de tabela, clique em um dos layouts propostos na caixa de diálogo exibidos na tela. Como a caixa de diálogo exibida na tela é uma galeria, o intervalo selecionado exibirá uma pré-visualização do resultado, se você passar o mouse sobre as diversas possibilidades:


Se o intervalo não for uma planilha, a caixa de diálogo não será uma galeria. Clique em um dos layouts disponíveis para aplicá-lo. Com isso, você transformará o intervalo selecionado em planilha. Confirme o local de destino se a primeira linha contém cabeçalhos.

Como atribuir um nome de tabela

Quando você cria uma planilha, um nome é atribuído automaticamente, como Planilha1 chamado de intervalo nomeado. Você pode (e deve, na maioria dos casos) alterar este nome padrão para algo mais explícito.

O tamanho e o conteúdo do intervalo de células selecionado podem não ser perfeitamente adequados à formatação escolhida. Você não pode modificar um dos layouts propostos nesta planilha: para fazê-lo, você deverá criar uma nova planilha personalizada, de acordo com um procedimento semelhante ao descrito anteriormente para um estilo de célula personalizada, fazendo alterações adequadas à formatação anterior.

Como copiar uma formatação

A ferramenta Reprodução do formato (pincel) aplica rapidamente uma formatação já definida a outra seleção da planilha:


Formatação e legibilidade da planilha

Seja qual for o método utilizado para aplicar fontes, tamanhos e formatos, as alterações feitas na formatação devem contribuir para melhorar o aspecto geral das planilhas. Tal melhoria implica em melhor legibilidade. Para fazê-lo, veja algumas recomendações:

Fontes: cuidado para não usar fontes exóticas, que não possam ser visualizadas no computador de outro usuário. Uma planilha deve ter um máximo de quatro fontes diferentes. E, saiba que as diferenças de tamanho são consideradas como novas fontes;

Tamanho das fontes: se os caracteres muito pequenos atrapalham a leitura das planilhas, eles permitem, em contrapartida, o aumento da quantidade de informações contidas em uma única folha. O ideal é encontrar o melhor compromisso possível. A experiência mostra que as melhores opções são a de optar por 8 ou 10 pontos para os dados com etiquetas de colunas e para as linhas opte por 12 ou 14 pontos. Para os títulos das planilhas, o tamanho não tem a menor importância, faça como quiser;

Alinhamento e orientação: observe um alinhamento homogêneo entre os dados do mesmo tipo. Se for o caso, use o botão Mesclar e Centralizar para realçar um título ou uma etiqueta para várias colunas. A escolha de uma orientação vertical é, às vezes, interessante para o nome da coluna ou etiquetas de várias linhas (também usando a ferramenta Mesclar e Centralizar):


Foto: © Microsoft.
Publicado por pintuda. Última modificação: 16 de novembro de 2017 às 10:08 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Como usar a formatação condicional no Excel 2010 ', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.