Reconhecer os conectores da minha fonte de alimentação

Setembro 2017

Esta dica destina-se a todos aqueles que ficam perdidos entre os diversos conectores de uma moderna fonte de alimentação de PC. Ela será muito útil depois que você escolher sua nova fonte de alimentação com base nas informações deste artigo.


Breve descrição do rótulo

O mais importante é a referência colada na lateral que, dependendo do fabricante, um perito pode identificar o modelo:


Nosso exemplo:
SP-ATX-650WTN-PFC
SP = a marca (Spire)
ATX = o padrão de alimentação.
650WTN = a potência da alimentação, em watts.
PFC = Power Factor Correction (correção do fator de potência, ativo ou passivo, presente em todas as fontes de alimentação)

Neste caso preciso, a identificação é simples, o fabricante deixa até o seu endereço na Internet, mas nem sempre é assim. Há inclusive modelos chamados noname (sem marca identificada).

Se você quiser saber mais sobre a sua fonte de alimentação, poste uma pergunta no nosso fórum Hardware ou busque se outro usuário já publicou dúvida semelhante. Alguém irá ajudá-lo.

Os conectores

É aquele que alimenta a placa-mãe. Antes com 20 pinos, o padrão atual tem 24. É quase sempre constituído por um bloco de 20, no qual se pode adicionar um bloco de 4 pinos. Isto, para respeitar a retro-compatibilidade com as antigas placas-mãe, com conectores de 20 pinos. Imagem com conector 20 + 4 desconectado:


Este conector, chamado ATX-P4 (ou ATX 12V), foi introduzido pela Intel para o Pentium 4. Ele se conecta na placa-mãe e é exclusivamente reservado à alimentação do processador. Sem ele, o arranque do PC é impossível.

Hoje, a maioria das placas-mãe passam de 4 para 8 pinos, já que a potência dos processadores evoluiu. Nos mais recentes padrões de alimentação, isso significa um conector de 8 pinos (chamado, às vezes, de EPS 12V), composto por dois blocos de 4 pinos, aí também para garantir a compatibilidade com placas antigas, e o tradicional ATX P4. Imagem do conector integrado:


Imagem do mesmo conector, desconectado:


Molex

É o mais tradicional, ainda muito presente nos PCs, por vezes conectado diretamente na placa-mãe. Ele é utilizado para ligar qualquer tipo de disco rígido e unidade (leitor/gravador). Algumas placas gráficas podem precisar deste conector também. Para aqueles que precisam, é possível encontrar sem dificuldades conectores/adaptadores MOLEX/SATA. Em segundo plano, podemos distinguir um ‘sobrevivente’: o conector necessário para um leitor de disquete:


SATA

Apareceu com o padrão do mesmo nome e tornou-se indispensável, já que está presente em todos os PCs modernos. Uma fonte de alimentação deve possuir, no mínimo, quatro deles hoje em dia. Serve, principalmente, para a alimentação dos discos rígidos e gravadores com padrão SATA:


PCI Express para placa de vídeo

A potência das placas de vídeo não para de crescer e muitas delas exigem uma alimentação direta do bloco principal (às vezes, até dois). Este é o papel do conector PCI Express. Inicialmente com seis pinos, agora encontramos cada vez mais opções com oito pinos. Sem esses conectores, placas de vídeo poderosas não funcionarão:


A sua fonte de alimentação deverá ter, pelo menos, dois conectores PCI Express, sendo um conversível 6/8 pinos, conforme a imagem:


Se a sua fonte de alimentação não tem conector de oito pinos, existem adaptadores:


Também existem adaptadores Molex para PCI Express, caso você não tenha nenhum em sua fonte de alimentação:


Observação: o uso destes adaptadores não é recomendado e supõe que a alimentação seja de boa qualidade e, principalmente, que tenha potência suficiente para poder alimentar placas de vídeo modernas. Em caso de dúvida, é preferível trocar os conectores pois os riscos de mau funcionamento e mesmo queima dos aparelhos é real.

Poka-Yoke (dispositivo à prova de erros)

Como você pode ver, todos estes conectores são equipados de Poka-Yoke. Nunca faça força para encaixá-los. Espere, observe o conector e verifique se é o correto e se está bem encaixado. Exemplo de Poka-Yoke:


Foto: © Pixabay.

Veja também

Artigo original publicado por Carlos-vialfa. Tradução feita por pintuda. Última modificação: 15 de setembro de 2017 às 08:00 por pintuda.
Este documento, intitulado 'Reconhecer os conectores da minha fonte de alimentação', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.