A história do disco rígido



A evolução do HD

O primeiro disco rígido foi inventado no início de 1956, a pedido da Força Aérea dos EUA, pela IBM. Trata-se do Ramac 305 (Random Access Method of Accounting and Control), um conjunto de 50 discos de alumínio de 61 centímetros de diâmetro, girando a 3600 rotações por minuto e cobertas de uma fina camada magnética, permitindo armazenar um total de 5 milhões de caracteres (5 megabytes). Este disco propunha uma taxa de transferência de 8.8 Ko/s e pesava mais de uma tonelada. No dia 10 de fevereiro de 1954, o disco duro batizado Ramac 305 pôde ler e escrever sucessivamente dados, o que foi uma estreia nossos periféricos de armazenamento de acessos direto (em inglês Direct Access Storage Devices ou DASD).


Em 1962, a IBM introduz o modelo 1301 que propõe uma capacidade de 28 Mo com uma taxa de transferência e uma densidade de superfície 10 vezes superiores aos do RAMAC 305 e uma distância entre as cabeças e a superfície do disco que passa de 20.32 µm à 6.35 µm.

Assim, a partir de 1962, vários fabricantes começaram a comercializar tais discos rígidos. Em 1965, a IBM comercializou o modelo 2310, cuja particularidade era possuir uma parte movível.

O modelo 2314 comercializado em 1966 estava equipado com cabeças de leitura de ferrite (óxido de ferro).

Em 1973, a IBM lançou o Winchester 3340, um disco duro cuja cabeça de leitura estava por cima de um filme de ar com uma espessura de apenas 0.43 µm. A sua capacidade acrescida em relação ao RAMAC, bem como a sua dimensão e o seu peso reduzidos, fizeram deste disco o novo standard de periférico de armazenamento de acesso directo. Foi a sua capacidade de 30 de Mo que lhe valeu o apelido de 30-30 - Winchester (o nome da famosa carabina 30-30).

O primeiro leitor de discos duros de 5 polegadas um quarto verá o dia em 1980, desenvolvido pela firma Seagate.

A criação da interface SCSI

A partir de 1979, a companhia Shugart Associates, fundada por Alan F. Shugart (um antigo chefe de produto da firma IBM), criou uma conexão paralela que permitia ligar discos rígidos a computadores de tipo PC e nomeia esta tecnologia SASI (Shugart Associates Standard Interface). Este interface tornar-se-á no SCSI em 1982 e será estandardizado pelo ANSI (American National Standards Institute) em 1986.

O leitor de disquete

Em 1967, o primeiro leitor de disquetes flexíveis (em inglês floppy disk) é criado pela IBM.

Em Agosto de 1976, Shugart anuncia o primeiro leitor de disquetes de 5 polegadas 1/4 (5.25 polegadas) com o preço de 390 $.

Em Junho de 1982, é a vez da Sony apresentar um novo formato de disquetes: as disquetes 3" 1/2 (três polegadas e meio).
Nosso conteúdo é produzido em colaboração com especialistas em tecnologia da informação sob o comando de Jean-François Pillou, fundador do CCM.net e diretor digital do Grupo Figaro. CCM é um site sobre tecnologia líder em nível internacional e está disponível em 11 idiomas.

Veja também

Última modificação: 30 de junho de 2017 às 11:51 por Pedro Muxfeldt.

Este documento, intitulado 'A história do disco rígido', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (https://br.ccm.net/) ao utilizar este artigo.