1
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

VBA Excel - o que é e como usar

VBA está presente em todos os softwares do pacote Office. Utilizá-lo pode facilitar muito o trabalho no Excel, sendo possível, por exemplo, automatizar algumas ações e criar funções que atendem a necessidades específicas do seu trabalho. Porém, é preciso um bom nível de conhecimento técnico para utilizar o VBA já que é preciso saber empregar a linguagem de programação.




O que é o VBA

A sigla VBA significa Visual Basic for Applications, sendo, portanto, a implementação da linguagem de programação Visual Basic no pacote Office. Apesar de presente em todos os softwares, como Word e PowerPoint, é no Excel que o VBA é mais empregado, uma vez que esse programa é o que mais exige ações repetitivas e no qual os arquivos mais extensos são utilizados.

Para que usar o VBA

A vantagem número 1 do uso do VBA no Excel é a sua capacidade de automatizar tarefas repetitivas, poupando muito tempo do usuário. Profissionais com conhecimento do VBA são capazes, por exemplo, de criar soluções para tarefas que poderiam exigir horas e dias de trabalho e que passam a ser resolvidas com apenas um clique no mouse depois do uso do VBA.

Nesse mesmo sentido, outro recurso valioso do VBA é a possibilidade de criar novas funções. O Excel conta com centenas de funções nativas, desde as mais básicas como as quatro operações até as mais específicas, voltadas para problemas bastante particulares. Porém, é possível que nenhuma atenda ao que você precisa. Para isso, o VBA permite o desenvolvimento de novas funções que, uma vez criadas, passam a ser acessíveis em qualquer documento do Excel aberto por você.

Por fim, o VBA, por ser comum a todos os softwares do Office, permite que você crie interações entre os programas. Assim, a transmissão de dados entre eles, que às vezes não ocorre a contento com um simples Copiar e Colar, pode ser feita utilizando essa ferremanta.

Quando não usar o VBA

O VBA, como já dito, é uma ferramenta bastante complexa e seu uso exige conhecimento e um trabalho muitas vezes minucioso de criação e correção do código. Assim, sempre que decidir utilizar o VBA você deve estar certo de que não há outro jeito de alcançar o que você deseja.

O Excel é um programa por padrão muito completo e os recursos nativos, avulsos ou combinados, podem dar conta do seu problema sem necessidade de uso de uma linguagem de programação hermética e pouco clara, especialmente se você estiver trabalhando em equipe.

Como ativar o VBA

Para quem nunca usou o VBA, a primeira medida a tomar é ativá-lo no Excel, já que a opção de acesso à interface do VBA não é exibida por padrão no software. Para fazer isso, clique com o botão direito sobre a barra de ferramentas e depois em Personalizar a Faixa de Opções:



Na janela que aparece, clique, na coluna à direita, na caixa Desenvolvedor e confirme em Ok:



Você verá que, a partir de agora, a aba Desenvolvedor estará disponível na barra de ferramentas. Feito esse procedimento uma vez, não será mais preciso repeti-la.

Como usar o VBA

Já com a nova aba ativada, acesse-a e clique em Visual Basic para abrir o ambiente específico do VBA:



Nessa janela, para inserir os códigos que serão os responsáveis, por exemplo, por criar macros, funções e outros recursos, clique em Inserir > Módulo:



Você verá que uma janela inteiramente em branco aparecerá. E aí que você deverá trabalhar. Conforme é possível perceber, não há sequer instruções sobre o que fazer. Você deverá saber os códigos e fórmulas que deverão ser inseridas para criar o que deseja. Caso você não tenha conhecimento de VBA, o melhor é buscar ajuda em tutoriais e cursos, alguns deles disponíveis gratuitamente na internet.

Foto: © Dzmitry Kliapitski - 123RF.com

Veja também

Este documento, intitulado 'VBA Excel - Combobox em cascata em um UserForm', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.

0 Comentário