Como se tornar um DJ e aprender a fazer mixagem

Faça uma pergunta
Com esta dica, você vai descobrir o trabalho do DJ e aprender a tocar músicas, por prazer ou para outras pessoas,


O que é um DJ

O acrônimo DJ significa Disk Jockey. É um animador que divulga músicas. Ele também pode ser produtor de suas próprias criações. Existem 3 maneiras principais de tocar música como um DJ.

A seleção

Isso é chamado de DJ select, o que significa coordenar discos, às vezes com diferentes vozes ou ritmos diferentes, como um reggae com um samba. Para isso, os DJs estabelecem Playlists (Listas de reprodução). O Serato tem um site dedicado para publicá-las automaticamente após mixagem.


Veja o exemplo de uma playlist:


A mixagem

Mais praticada em música eletrônica, porque geralmente gira em torno do mesmo ritmo, como House, Techno, Dubstep, Drums, Bass e muitos outros gêneros de música. Por exemplo, o Drum and Bass têm um ritmo que geralmente gira em torno de 174 BPM. A mixagem consiste em colocar duas ou mais músicas ao mesmo tempo e mixá-las. Além de muito mais criativa, esta forma de tocar é certamente a mais comum, embora mais difícil em plataformas giratórias ou equipamentos antigos que não tenham a sincronização de ritmos automáticos. Há também uma noção de nota a ser levada em conta, para uma melhor harmonia entre os dois discos.

Os scratchs

Típico do Hip-hop, esta maneira de tocar é muitas vezes ligada ao ‘passa passa’, que consiste em passar rapidamente de um disco para outro. Aqui também, muitas vezes o mesmo ritmo é necessário. Simplifique com softwares que permitem associar pontos de vista, pontos de referência, acessíveis no sistema DVS com plataformas giratórias em particular, o que veremos mais abaixo (ao contrário do velho método de fita adesiva colada com cores nos locais relevantes nos discos).

Que hardware usar

Você tem várias possibilidades, desde o vinil, passando pelo vinil codificado usado para tocar MP3 (ou outros, Flac, Wav, etc.) em um disco, que é, na verdade, um tipo de maquete virgem. Uma verdadeira revolução, apesar dos puristas preferirem o vinil. Mas agora há controladores e a tecnologia DVS para poder fazer a sincronização que permite a mixagem no mesmo ritmo.

Para as placas giratórias, saiba que o ideal é possuir Technicks MKII, que são as únicas com um sistema magnético (e não a cinto) porque elas guardaram a patente. Eles permitem iniciar o disco bem e travá-lo, para acelerar com mais facilidade. Eles estão cada vez mais caros. Este é, aliás, o grande problema deste método, que está cada vez mais difícil de encontrar. As placas giratórias a cinto não permitem que o disco seja iniciado corretamente, nem encaixado. Em seguida, será preciso comprar discos ou uma interface como o Serato com duas maquetes de vinil.

As placas giratórias com discos vinil tradicionais

O melhor é usar as placas giratórias Technicks MKII com vinil que podem ser encontrados no mercado:



Discos:


O problema deste método, que é muito apreciado pelos puristas, é o fato de nem sempre encontrar as peças em vinil, mas em MP3, wave etc. Outro problema é a manutenção. Na verdade, muitas vezes é necessário mudar as safiras, bem como os cabos que não duram muito, embora seja de boa qualidade. Você também vai precisar de um bom mixer, que geralmente é integrado ao controlador, o que é uma vantagem em termos de preço. Mas cuidado com materiais de baixa qualidade. Uma mesa de mixagem deve suportar choques. Finalmente, certifique-se de que o Crossfader e as faixas possam ser substituídas:




As placas giratórias com discos vinil codificados

Você precisa ter seja o Serato, seja o Scratch, que são duas interfaces que permitem que você reproduza MP3, arquivos WAY, em discos vinil que são, na realidade, maquetes compostas de 1 e de 0, e permitem a transcodificação da música:


Hoje também existe a tecnologia DVS com o Serato, que pode emular as placas giratórias no software Serato DJ, para que você possa se beneficiar da sincronização automática. Em compensação, a estabilidade não é excelente. Muitas vezes, à noite, você terá grandes problemas de instalação. Não é o mais estável. Serato DJ é muito mais e gerencia o DVS. Você também precisará de um bom mixer de DJ e um computador com software Serato ou Tracktor, de preferência um laptop por motivos práticos.

Os controladores

São os mais populares porque são os mais baratos no total. Eles permitem vários novos recursos e, especialmente, a possibilidade de usar a sincronização chamada Synch. O uso de pontos CUE também é muito prático porque eles permitem que você marque suas faixas para ir diretamente ao local desejado.

As plataformas de CD

O mesmo método para as placas de vinil, mas em CD.

Como mixar

O Crossfader permite que você alterne de um deck (placa giratória) para outro. A mixagem consiste em mixar as duas plataformas quando os discos estão parados no lugar certo e no ritmo certo. Nós tocamos muito com os graves, médios e agudos para inserir um disco suavemente, para não alternar abruptamente (o que também pode ser usado em alguns casos, o Corte, por exemplo, Passa passa, etc.).

As placas giratórias de vinil

Aqui, você terá que aprender a parar os ritmos (exceto se DVS), mas isso é ruim e bom ao mesmo tempo, porque mixar sem nunca ter parado manualmente pode realmente causar problemas. Isso é a base e permite entender muitas coisas sobre os ritmos e o método para mixar bem.

Como parar dois discos ou mais manualmente

Graças aos fones de ouvido, primeiro você precisa ajustar o passo, o que permite escolher a velocidade de um deck. Em seguida, é preciso modificar o passo da placa mutada para o capacete, para encontrar o ritmo certo. O lançamento do segundo disco geralmente é feito na primeira batida, que geralmente é um tambor. Podemos parar em 4 tempos, mesmo que não seja tão simples. Na verdade, devemos levar em conta o comprimento das melodias que também devem ser sincronizadas nas medidas (8, 16, 32 ou até 64):


Em seguida, com a mão, você empurra ou para os discos para ajustar o tempo, mas especialmente as medidas, para obter uma mistura perfeita:


Atenção, a mixagem é muito bom, OK, mas se não houver seleção, ela não serve pra nada. É imperativo que os dois discos estejam juntos. Você tem que ter uma orelha boa e o senso de ritmo. E, para completar, você pode jogar com os equalizadores do mixer:


Os controladores

Eles permitem a mixagem sem preocupação com a parada. Existem muitas funções, como o lançamento de amostras, a harmonização de notas com Pitch'n Times para Serato DJ, Serato FLIP e outros plug-ins pagos. Estes são os mais fáceis de usar. Mas cuidado, devemos respeitar as melodias e, consequentemente, as medidas. O ponto CUE permitirá passar de uma passagem para a outra, o que é uma grande vantagem no vinil, que requer muito mais experiência e trabalho para um ‘passa-passa’ perfeito. É preciso saber que a sincronização automática requer um pouco de trabalho prévio para que todas as músicas estejam bem calibradas, posicionadas. Pioneer é uma marca muito boa:



Numark NV, NVII são mais baratos mas mais frágeis:


O que é a sincronização Synch

Ela permite ajustar automaticamente o ritmo, de acordo com a grade rítmica de cada faixa. É um ganho considerável de tempo quando se toca, apesar de, na realidade, muitas vezes ser necessário recalibrar as peças previamente:



Verifique bem as paradas das faixas. O sistema automático pode não funcionar ou distorcer a grade do ritmo.

Como usar os softwares associados

Vários programas são fornecidos com o equipamento comprado de acordo com a marca e o modelo. Por exemplo, Serato Dj para certos controladores.

Scratch Live

Esta é a versão destinada a codificar e controlar plataformas de vinil como o Technicks MKII. No entanto, ela não foi mais atualizada e é menos estável do que o Serato DJ.

Serato DJ

Aqui veremos o programa Serato DJ versão 1.9.10 (o de novembro de 2017).

Como configurar

Veja algumas capturas de tela com uma configuração correta do Serato DJ:



Para o ganho automático, não o usaremos neste exemplo porque todos os arquivos de áudio são tratados com MP3gain a 89 Db, que é o valor padrão. No entanto, pode ser um pouco baixo dependendo do material utilizado. Exemplo em MP3 player.

Na velocidade da platina, recomendo as 33, por razões de facilidade de configuração em um ritmo mais lento. Para gravação, escolha entre MAC e PC (WAV e AIFF), pegue o que preferir em 24 bits se você tiver espaço de armazenamento suficiente. Quanto às preferências de quantificação, também vai depender da música que você toca e seu ritmo. Quanto às configurações de latência, reduza-a se seu hardware for bom o suficiente:


Como gerenciar a biblioteca

Basta criar pastas e importar/arrastar as faixas para a interface. Analise seus arquivos para determinar a nota e o BPM (batida por minuto), assim como a sua grade rítmica.

Tracktor

Um concorrente direto do Serato oferecido por Native Instruments.

Os formatos de áudio utilizados

Aqui, nós vamos excluir os discos de vinil para focar nas codificações das faixas que você vai tocar. O Wav de 24 bits continua a ser o melhor, mas é muito pesado. No comércio, em geral, são 16 Bits. O Flac continua sendo um bom compromisso entre qualidade/peso, mas é bastante pesado, especialmente em 24 bits. Para MP3, eu recomendo 320 Kbps 44 000 Hz, porque acho que entre um de 320 Kbps e um de 128 Kbps existe uma grande diferença.

Os direitos autorais

O ideal é criar suas próprias músicas, mas nem todo mundo consegue fazer isso. Para os DJs, isso ainda é bastante ambíguo.

Demonstração

Para começar, baixe 3 arquivos de áudio do mesmo comprimento e o mesmo BPM 174. O primeiro é um ritmo simples (Disco 1). O segundo, é um ritmo do tipo amen break (Disco 2). O terceiro é o resultado que você deve obter. Mixagem de dois discos Kit que pode ser baixado para aprender a mixar.

Se você só tiver discos e plataformas giratórias sem interface, pegue discos simples inicialmente. Então, tente uma voz em um instrumento. É muito mais difícil porque você tem que levar em conta as melodias dos dois discos (as medidas).

Mixagens complexas com 4 placas giratórias:

Trap;
Dubstep
Drumstep;
Old School;
Ragga Jungle;
Liquid;
Liquid Funk;
Techstep;
S Styles Neurofunk (Drum and bass).;
Darkstep.

Foto: © Pixabay.
Jean-François Pillou

Jean-François Pillou - Fundador do CCM
Mais conhecido como Jeff, Jean-François Pillou é o fundador do CommentCaMarche.net. Ele também é CEO do CCM Benchmark e diretor digital do Grupo Figaro.

Mais informações sobre a equipe do CCM

Veja também