Entenda o que é e para que serve um servidor proxy

Faça uma pergunta
Quando navegamos na internet, fazemos uso de uma série de dispositivos e sistemas que, às vezes, ignoramos. Um deles é o servidor proxy, responsável por fazer a ponte entre nosso computador e o vasto universo virtual. Apesar de permanecer discreto, o proxy é essencial para o tráfego online e assegura uma série de ações indispensáveis para o uso das redes.


O que é um servidor proxy?

“Um servidor proxy é um dispositivo que permite a conexão entre a rede local e a internet”, explica ao CCM o especialista em informática e programação e chefe de projeto de um banco de investimentos na França, Sébastien Mournetas. Em outras palavras, ele é o intermediário, uma espécie de ponte, que vai permitir aos computadores terem acesso ao mundo virtual.

Como funciona o proxy?

Quando acessamos um site qualquer, nossa máquina vai, em primeiro lugar, pedir acesso a um servidor que, em seguida, fará a ligação com o endereço que digitamos. Quando alguém usa seu computador, ele é facilmente identificado por seu IP pessoal. Ao passar por um proxy alternativo, ele permanece oculto, já que a conexão não ocorre diretamente entre seu PC e a internet. “É útil se quisermos navegar de forma (um pouco) anônima e mais rapidamente, além de ser mais seguro”, lembra Mournetas.

Para que serve um servidor proxy?

Hoje em dia, o proxy tem outras funções além da mediação entre um computador e a web. Um de seus principais objetivos é guardar a memória da atividade do usuário na internet, o que significa que todos os sites visitados serão salvos para, em seguida, serem acessados de forma mais rápida, economizando dados e tempo.

Além disso, o proxy também pode ser usado como uma 'peneira' de conteúdo. Ou seja,, segundo o pacote de regras com o qual foi programado, o dispositivo vai analisar e filtrar as demandas de acesso à internet feitas pelos usuários de uma determinada rede local. Sites pornográficos ou que apresentam grandes riscos à máquina por conterem vírus, por exemplo.

O proxy também pode, segundo suas configurações, proibir o acesso a arquivos de música, imagens e vídeo. A filtragem também pode ocorrer de acordo com horários específicos e com a pessoa que está pedindo acesso aos sites. Existem, portanto, inúmeras formas de controlar o tráfego através do proxy, tudo depende de quem programou o sistema de filtros e com que intenção.

Servidor proxy e os dados dos usuários na internet

Os servidores proxy possuem um registro de tudo o que os usuários pelos quais são responsáveis fizeram na internet. Esse conteúdo contém informações básicas, como data e hora do acesso, identidade da pessoa, nome do site e tudo que envolve a atividade na internet, como possíveis erros. A intenção desse banco de dados não é fazer uma espionagem do usuário, mas aperfeiçoar o uso do servidor, atualizando a política de segurança e o pacote de filtros.

Servidor proxy gratuito

Existem vários servidores proxy gratuitos disponíveis. Se você é um usuário que acessa a internet de um computador pessoal, provavelmente não precisa se preocupar em obter uma proxy específico. Entretanto, eles podem ser encontrados para download de forma bastante rápida e fácil.

Na Chrome Store, a loja do Google Chrome, oferece diversas extensões com essa finalidade. Uma busca rápida resulta em várias ofertas, sendo as principais uVPN, Free VPN e Proxy Switchy Omega. Em geral, a proposta deles é ocultar o IP e permitir uma navegação anônima e inteiramente livre de rastros, já que as atividades serão arquivadas na memória do servidor escolhido pelo usuário.

Foto: © Michael Borges - 123RF.com
Jean-François Pillou

Nosso conteúdo é produzido em colaboração com especialistas em tecnologia da informação sob o comando de Jean-François Pillou, fundador do CCM.net e diretor digital do Grupo Figaro. CCM é um site sobre tecnologia líder em nível internacional e está disponível em 11 idiomas.

Mais informações sobre a equipe do CCM

Veja também