Como fazer inscrição e conseguir uma vaga no SiSU 2022

O SiSU (Sistema de Seleção Unificada) é a plataforma do Ministério da Educação na qual os participantes do Enem devem se inscrever para buscar uma vaga nas instituições públicas de ensino superior. Aberto duas vezes ao ano, o sistema oferece milhares de vagas todo o semestre, obedecendo a Lei de Cotas e outras regras impostas por cada faculdade. Neste artigo, veja como fazer sua inscrição e utilizar o SiSU.

O que é o SiSU?

O Sistema de Seleção Unificada é uma plataforma informatizada do Ministério da Educação para concentrar a oferta de vagas em todos os cursos das instituições públicas de ensino superior. Atrelado à nota do Enem, o SiSU obedece a Lei de Cotas e outras políticas de ação afirmativa das universidades. O sistema é aberto para a concorrência dos candidatos duas vezes ao ano para o preenchimento das vagas de primeiro e segundo semestres das faculdades.

Cronograma do SiSU 2022.1

  • Inscrições: 15 a 18 de fevereiro

  • Resultado da chamada regular: 22 de fevereiro

  • Prazo para lista de espera: 22 de fevereiro a 8 de março

  • Matrícula da chamada regular: 23 de fevereiro a 8 de março

  • Convocação de candidatos em lista de espera: a partir de 10 de março

Como me inscrever no SiSU?

Para se inscrever no SiSU, basta acessar o site oficial do sistema a partir do primeiro dia de inscrições abertas e clicar no botão laranja Fazer inscrição:

Na sequência, você deverá utilizar suas credenciais de uma conta gov.br para acessar o sistema. Clique em Entrar com GOV.BR:

Nas telas seguintes, informe seu CPF, senha do gov.br e, por fim, autorize o compartilhamento dos seus dados com o SiSU. Com isso, você será redirecionado de forma automática para o sistema.

Com a página do SiSU aberta, você poderá buscar os cursos ou universidades da sua preferência. Escolha suas duas opções e monitore sua colocação ao longo dos dias para saber das suas chances de entrar para a faculdade que deseja. Você pode fazer quantas trocas quiser durante o período de inscrições.

Para usar o SiSU, o candidato precisa ter realizado a edição mais recente do Enem, já que as notas de provas anteriores não são válidas para concorrer às vagas ofertadas, e ter tirado nota diferente de zero na prova de redação.

Como funciona o SiSU?

Feita a inscrição, o estudante poderá se candidatar para qualquer um dos cursos ofertados, independentemente da cidade ou estado da instituição de ensino. O participante pode escolher dois cursos e alterar suas opções quantas vezes quiser. Entrar e sair de uma lista não tem impacto na posição do estudante naquela concorrência, pois a ordem de entrada não é levada em conta, e sim a nota obtida.

Vale destacar também que há cursos que exigem uma nota mínima ou estabelecem pesos diferentes para as diferentes disciplinas do Enem. Por conta disso, sua nota final pode variar entre um curso e outro, pois o sistema parte do seu resultado no Enem para calcular a nota que você possui para participar de cada oferta de vagas.

Notas de corte do SiSU

A partir do segundo dia de inscrições, o SiSU passa a exibir para os participantes a chamada nota de corte de cada curso. Atualizada a cada 24 horas, esse valor representa a nota mínima necessária naquele momento para que um candidato obtenha uma vaga no curso.

A nota de corte se baseia nos resultados do Enem de cada uma das pessoas que selecionaram aquela opção de curso. Sendo assim, a nota de corte pode oscilar para mais ou para menos ao longo dos dias de inscrições abertas conforme os estudantes entrem ou saiam da lista.

A nota de corte de cada curso muda a cada nova concorrência, mas saber as notas de corte passadas ajuda na hora de prever suas chances de entrar para uma determinada faculdade. Para isso, use essa ferramenta do Jornal O Globo que informa a nota de corte final de todos os cursos oferecidos no SiSU 2021.

Erro na nota de corte do SiSU

Na edição 2020 do SiSU, muitos estudantes relataram problemas com o sistema de informação de nota de corte do sistema. A questão, no entanto, não se tratava de um erro, mas sim de uma mudança na metodologia do cálculo que está em vigor desde então e exige muita atenção dos candidatos.

A alteração faz com que os candidatos apareçam como inscritos nas suas duas opções de curso selecionadas, mesmo que eles estejam entre os aprovados da sua primeira opção. Isso faz com que a nota de corte de alguns cursos seja artificialmente inflada, pois estudantes que farão certamente a inscrição em uma faculdade aparecem na listagem de aprovados de outra.

Assim, pode acontecer de, no momento da chamada da lista de espera, essa nota de corte cair abruptamente, com relatos de reduções na casa dos 30 ou 40 pontos durante a reclassificação.

Fotos: © ammentorp - 123RF.com; © Green Chameleon - Unsplash; © Areipa lt - Shutterstock.com

Veja também
Este documento, intitulado 'Como funciona o Sisu', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.

Assine nossa newsletter!

Assine nossa newsletter!