0
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

É freelancer? Veja como usar o Service Marketplace do LinkedIn

Profissionais freelancers geralmente têm dificuldade para encontrar vagas e se comunicar com recrutadores - além de serem vistos nas redes. Pensando nisso, o LinkedIn lançou o recurso Service Marketplace, que facilita o contato entre empresas e trabalhadores freelancers na rede social. Assim, você consegue se mostrar como disponível para trabalhos temporários, sendo visto por inúmeros recrutadores do mundo.

O que é o Service Marketplace do LinkedIn

Freelancers de todo o mundo agora podem usar o recurso Service Marketplace, lançado pelo LinkedIn e testado por alguns meses nos Estados Unidos.

Com esse recurso, é possível se mostrar como disponível para fretas e ser encontrado por inúmeros recrutadores. A limitação é que ainda não há opção dedicada à negociação de pagamentos, que deve ser feita por meio de uma conversa entre as duas partes.

Outro ponto é que o freelancer é encontrado, ou seja: ele não consegue fazer uma busca pelas vagas disponíveis; apenas as empresas o encontram.

LEIA MAIS:

O que é LinkedIn Learning
Como melhorar o seu perfil no LinkedIn

Como usar o recurso para freelancers no LinkedIn

O Service Marketplace está disponível, atualmente, com 250 categorias de trabalho, que serão expandidas para 500 no futuro. Você pode listar até cinco habilidades.

Para criar uma página de "autônomo" e indicar que você está disponível para freelas, acesse o seu perfil pessoal, encontre o botão Prestar serviços logo abaixo da biografia e configure o anúncio seguindo as instruções da rede social.

Empresas interessadas em profissionais freelancers precisam apenas digitar a função desejada na barra de pesquisas e filtrar a busca com a tag Serviços.

Foto: © cottobro/ TechCrunch

Veja também
Este documento, intitulado 'É freelancer? Veja como usar o Service Marketplace do LinkedIn', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.

Assine nossa newsletter!

Receba toda semana o melhor conteúdo

Assine nossa newsletter!