Cortar um vídeo com Windows Movie Maker

Neste tutorial, você vai aprender simplesmente como cortar um vídeo em diversas partes.


Antes de começar

Antes de começar, verifique se você tem o Windows Movie maker, e uma dessas extensões: AVI, MPG, M1V, MP2, MP2V, MPEG, MPE, MPV2, WM, WMV ou ASF. Se não for o caso, é preciso converter seu arquivo de vídeo em uma dessas extensões. Eu recomendo usar o Super que tem um excelente desempenho e é completo.


Se você não conseguir converter com qualquer software, é porque seu arquivo não é um vídeo ou não é reconhecido por esses softwares (mas isto é muito raro).

Como cortar um vídeo

Você tem diversos métodos para fazê-lo:


O primeiro consiste em deslocar a entrada e a saída do vídeo, útil para cortar e, depois, receber os vídeos um por um. A última consiste em fazer pequenos clipes.
Você pode utilizá-lo para misturar as sequências (que podem ser detectadas automaticamente pelo Windows Movie Maker com o código temporal DV) ou excluir sequências para ficar com uma só.

Cortes exteriores

Para começar, importe seu vídeo. Arquivo > Importar nas coleções (Ctrl+I). Não esqueça de desmarcar a opção Criar clipes em baixo.

Agora que seu vídeo está nas coleções, é preciso colocá-lo em uma tela (aqui temos somente uma tela por vídeo na mesa de montagem):


Em seguida, pratica-se um pequeno corte. Tire o zoom da mesa de montagem, para cortar o momento desejado (pequenas lentes de aumento à esquerda da mesa de montagem). Toma-se a parte esquerda do vídeo para deslocar seu ponto de entrada (e assim tirar um pouco do início) e/ou em seguida tomar a parte direita do vídeo para decidir quando e onde parar. Depois disso, faça o zoom na mesa de montagem, para fazer um corte mais fino e mais preciso do que aquele feito anteriormente:


Você deve cortar para obter uma parte de seu vídeo. Em seguida, vamos renderizar para obter o material do grande. Arquivo > Registrar o arquivo de vídeo (Ctrl+P)
Siga as solicitações na tela.

Depois que o vídeo estiver gravado, você pode reproduzir o deslocamento do início e do fim do vídeo para obter uma outra parte.

Cortes interiores e múltiplos

Neste método, que é mais flexível e prático, você poderá até mesmo realizar uma pequena montagem. Para começar, importe seu vídeo para a coleção, como visto acima. Quando o vídeo estiver nas coleções, é preciso colocá-lo em uma tela (aqui temos somente uma tela por vídeo na mesa de montagem):



Agora, começa-se por um pequeno corte. Tire o zoom da mesa de montagem, de maneira a detectar a parte a ser cortada (pequenas lentes de contato à esquerda da mesa de montagem). Clique no lugar do início do vídeo (na parte superior da barra de tempo) que você deseja guardar, e faça Ctrl + L (equivale ao botão para fracionar, na parte inferior esquerda). Você pode fazer um zoom para ser mais preciso. Em seguida, faça o mesmo para a imagem de saída. Normalmente, você ficará com três clipes, então, clique no primeiro e pressione a tecla Del (ou clique direito em Excluir). Idem para o último.

Com este método, você deve ter adivinhado que pode cortar uma parte e deslocá-la na montagem. De qualquer maneira, tenha cuidado, pois o O software se bloqueia a partir de certo número de objetos de som, etc..., ocupando a mesa de montagem. Assim sendo, faça backups freqüentes de seu projeto:


Agora, faça uma renderização para obter o resto. Arquivo > Salvar o arquivo de vídeo (Ctrl + P) e siga as instruções da tela.

Depois de gravado, você pode reproduzir as etapas acima (depois da importação) para conseguir outra parte, ou realizar outra montagem.

Foto: © Microsoft.
Artigo original publicado por Carlos-vialfa. Tradução feita por ninha25. Última modificação: 14 de dezembro de 2017 às 17:04 por pintuda.
Este documento, intitulado 'Cortar um vídeo com Windows Movie Maker', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (https://br.ccm.net/) ao utilizar este artigo.
Windows Media Player et DVD
Windows Movie Maker e os arquivos MOD, MOV e VOB