iPad 1 - Wi-Fi

Dezembro 2016


Wi-Fi


Vamos começar com o item chamado "Wi-Fi" e conectar o nosso iPad à internet!

O Wi-Fi (o "rede sem fio") libera seu iPad, e você, de qualquer fio ligado à Internet.

Observação 1


Sem Wi-Fi, o iPad perde o seu encanto, mas continua perfeitamente utilizável, enquanto você puder sincronizá-lo com o seu computador. Um modelo chamado "3G" permite-lhe aceder à Internet por rede de telefonia sem fio.

O primeiro passo consiste em selecionar o item "Wi-Fi" em "Ajustes > Wi-Fi" ou "Ajustes > Geral > Rede > Wi-Fi". Em seguida, ative a opção Wi-Fi posicionando o botão no "I". Isso ativa a rede sem fio (que você pode desativar a qualquer momento para economizar bateria: este modo de comunicação consume muitaenergia). O sistema começa a procurar uma rede disponível, e propõe o nome da sua rede doméstica (talvez outras que você nem imagina que existiam, principalmente se você mora em um prédio).

Observação 2


Esta dica não entrará em detalhes sobre a instalação de um modem-roteador Wi-Fi. Basta saber que este aparelho, ponto de acesso da Apple Airport, terceira parte ou "box" fornecido pelo seu operador, serve como intermediário entre a rede externa da Internet (WAN) e sua rede local (LAN) à qual você atribuiu um nome. O roteador atribui um endereço IP único para os periféricos que queiram ter acesso. Ele também gerencia a criptografia de transmissão (WEP ou WPA), para que não posam espionar o seu tráfego (as ondas passam despreocupadamente pelas paredes e tetos).
É altamente recomendável que você configure o seu roteador para WPA, com a filtragem de endereços MAC (que nada tem a ver com a Apple: cada máquina a conectável tem este identificador único) como segurança adicional. Fornecer ao roteador a lista dos identificadores autorizados impedirá um vizinho indelicado de "ocupar" a sua linha, com consequentes quedas de desempenho. O endereço MAC do iPad pode ser encontrado na aba "Geral", menu "Informações", com o nome "Endereço Wi-Fi". É uma cadeia de caracteres do tipo F1 :E2 :D3 :C4 :B5 :A6. O seu PC ou Mac (ou melhor, o seu cartão Wi-Fi) também teem uma.

Conexões Wi-Fi simples


Depois de escolher o nome da rede Wi-Fi, e se você seguiu os nossos conselhos, o iPad deveria te pedir para entrar a chave secreta (WEP ou WPA) atribuída ao seu roteador para criptografar as trocas.

Observação 3


As redes criptografadas se identificam com o pequeno ícone em forma de cadeado ao lado dos seus nomes. Resista à tentação de explorar as conexões não protegidas de seus vizinhos e, se você puder, diga a eles para se protegerem.

Quando a senha é digitada corretamente (o que nem sempre é fácil, uma vez que ela entrelaça letras e números), segure a respiração, pressione o botão "Join", veja o indicador de busca girar em volta de si mesmo e, a princípio você deveria estar conectado! Se não, respire e repita: pode ser um erro de digitação...

Configurações complexas do Wi-Fi


De acordo com as particularidades de configuração do seu modem-roteador, algumas manipulações cabalísticas adicionais talvez sejam necessárias. Espere uma noite de lua cheia cavernosa, no meio de um pentagrama, e à luz de velas de cera natural, pressione o pequeno círculo azul, onde aparece um ">" no final da linha com o nome da sua rede (mas não antes de ter convocado o espírito de um administrador de sistema, caso você esteja em uma empresa, ou sacrificado aos demônios de seu operador hot-line).


Na página que aparece, você poderá indicar ao seu iPad que ele precisa pedir ao roteador um endereço de rede dinâmica, se você souber se este é o caso (guia DHCP, onde você poderá alterar o DNS, o domínio da pesquisa e o identificador do cliente), podendo até pedir um outro (botão "renovar o contrato"). Se, por outro lado, o seu roteador estiver esperando um endereço IP específico da parte do seu iPad, entre-o na aba "Static", sem esquecer a máscara de subrede (em geral, 255.255.255.0 está muito bom). Adicione o endereço IP do roteador, o do DNS (Domain Name Server) e pronto. Sendo a aba BootP reservada às empresas, vamos lançar um véu pudico por cima.
Agora só resta configurar, para uns, um "Proxy HTTP" (basicamente, um servidor especializado que servirá como intermediário para todas as suas transações na internet). Vamos deixar isso para os "geeks", em busca de emoções, ou profissionais de empresa.

Observação 4


Normalmente, uma configuração doméstica simples deveria funcionar diretamente, sem entrar em detalhes. O nome da rede, o código de criptografia do roteador e, provavelmente, a ativação do modo DHCP deveria ser suficiente. Se não for o caso, e se os parágrafos anteriores parecerem incompreensíveis, só há duas soluções. A primeira é comprar um livro sobre o assunto. A segunda é chamar uma pessoa qualificada: o seu administrador de sistema ou a hot-line do seu provedor de acesso, conforme o caso.

Dica


Os leitores observadores terão notado que sob o nome da sua rede Wi-Fi, há um menu "Outros", pois algumas redes são "mudas" e não espalham o seu nome no éter.

Neste caso, depois de torturar o administrador de sistema para que ele te dê esse nome, que é preciso digitar corretamente, pressione o botão "Security" e escolha o tipo de proteção utilizada pela rede. Em seguida, continue com os passos descritos acima, se a conexão não ocorrer.



Tradução feita por Lucia Maurity y Nouira


Veja também :
Este documento, intitulado « iPad 1 - Wi-Fi »a partir de CCM (br.ccm.net) está disponibilizado sob a licença Creative Commons. Você pode copiar, modificar cópias desta página, nas condições estipuladas pela licença, como esta nota aparece claramente.