4
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Outlook: arquivo morto

No Outlook é possível guardar menagens na pasta Arquivo morto. A vantagem é não te-las mais na lista de e-mail recebidos, sem exclui-las.



Todas as versões recentes do Outlook contam com a pasta Arquivo Morto nas caixas de entrada. Quando você usar o serviço de e-mail da Microsoft pela primeira vez, uma pasta de arquivo morto - PST - é criada automaticamente no computador. Também surgirá uma pasta de arquivamento que você não pode excluir.

O arquivo morto é padrão do Outlook e funciona como caixa de entrada com funções próprias, com os elementos que você mover da caixa de entrada para a pasta do arquivo morto:


Mas saiba que, ao usar o botão do arquivo morto para mover mensagens para a pasta de arquivamento, isso não significa que o tamanho da caixa de correio será reduzido. Os e-mail continuam no Outlook e salvos, também, na pasta de arquivamento do computador, como arquivos ocultos. Ela serve para estocar e-mails que você não quer suprimir, mas que também não quer que permaneçam na caixa de entrada.

Como funciona o arquivo morto de todos as versões compatíveis do Outlook

Abra sua caixa de mensagens, selecione o e-mail a ser enviado para o arquivo morto. Depois, clique em Mover para > Arquivo Morto no menu superior:


Para entrar na caixa de entrada do Arquivo Morto, clique no meu lateral esquerdo do Outlook. Você pode filtrar essa caixa de diálogo para encontrar o seu e-mail, por meio de filtros - Tudo, Não lidos, para mim, Sinalizadas, menções, Anexos e Classificar:


Como acessar a pasta de arquivamento automático do computador

Você quer acessar a pasta de arquivamento automático do computador no Windows 10. Para isso, abra o Windows Explorer e clique em Computador no menu superior da janela. Na interface aberta, abra a guia Exibir e vá em Opções > Alterar opções de pasta e de pesquisa. Abra a aba Modo de exibição e marque a caixa Mostrar arquivos, pastas e unidades ocultas:


Foto: © Andrea PIacquadio - Pexels.com.

Veja também

Este documento, intitulado 'Outlook: arquivo morto', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.

0 Comentário