Como gerenciar seu banco de assinantes para campanhas de e-mail

O e-mail continua a ser uma ferramenta popular nas empresas para espalhar uma mensagem para clientes ou clientes potenciais. A evolução dos comportamentos e das expectativas dos usuários agora exigem uma segmentação mais precisa para um melhor retorno do investimento. Esta ultra qualificação se tornou possível pela massa de informações que o cliente pode compartilhar, contanto que se garanta uma boa qualidade da lista de contatos. Nesta dica, vamos ver os pontos a serem lembrados.


O banco de dados, suporte essencial para e-mail

Apesar do lugar cada vez mais importante tomado pelas redes sociais, o e-mail continua a ser uma arma poderosa de marketing para as empresas.



O e-mail permite valorizar uma informação, um conteúdo ou um produto com seus clientes, clientes potenciais ou assinantes. As vantagens são significativas para a empresa em termos de comunicação e fidelização. Porém, agora, o sucesso de uma campanha de e-mail passa pela segmentação. O uso de Big Data nas estratégias BtoB e BtoC da empresa, permite o aperfeiçoamento das campanhas de e-mail para atingir apenas certos clientes; por exemplo, ao limitar a promoção de um novo produto para bebês para um alvo de mães jovens ou visando a promoção de um evento para uma determinada área geográfica.

Para alcançar essa segmentação e implementar estratégias mais apropriadas, o banco de dados é uma ferramenta essencial, desde que os dados sejam corretamente qualificados e atualizados.

Como definir padrões

A definição de padrões é essencial na atualização de um banco de dados de clientes, ou para a sincronização entre vários bancos de dados. Para isso, é preciso escolher uma nomenclatura comum e escrever os Termos de Uso ou um Manual de Utilização para o usuário.

Como manter seu banco de dados atualizado

Garantir a qualidade dos dados é essencial e isso requer uma atualização regular dos dados. Quando as informações são obsoletas, incompletas ou incorretas, o risco do e-mail não atingir o destinatário, ou o destinatário certo, é maior. Assim, o resultado da campanha fica distorcido.

Os internautas podem ser convidados a atualizar seus dados, com várias ferramentas possíveis: chamadas de saída, boletim informativo, jogos online, etc. A atualização do banco de dados pode ser gerenciada internamente, dependendo do tamanho de base e dos recursos humanos da empresa. Ela também pode ser confiada a empresas especializadas.

Pontos a serem verificados

Verificação ortográfica dos nomes e sobrenomes dos destinatários;
Atualização dos detalhes do contato: endereços de e-mail, endereços postais, número de telefone fixo e celular;
Critérios sociodemográficos (idade, situação familiar, etc.);
Critérios geográficos.

Os retornos obtidos após cada campanha são essenciais para levar em consideração a atualização do banco de dados, ou seja, cancelamentos de inscrição, endereços de e-mail errados, etc.

Como sincronizar dados

Certas vezes, a empresa coloca vários meios de comunicação no mercado com seus clientes potenciais, assinantes ou clientes. Entre as redes sociais e vários bancos de dados, ela às vezes tem que lidar com diferentes fontes. Sincronizar arquivos permite agrupar todos os bancos de dados. É uma questão de melhor identificar os hábitos dos clientes em relação aos suportes da empresa.


Por exemplo, para identificar um usuário muito ativo na página do Facebook da empresa, mas que ainda não é um cliente, para lhe oferecer produtos mais adaptados. Fazer uma associação entre um assinante e o boletim informativo e um cliente que comprou online.

Como gerenciar a segmentação de seu banco

Quanto mais o banco de dados for exato, melhor o e-mail pode ser direcionado. Para ser eficaz, a segmentação precisa refletir as necessidades da empresa:


Idade, situação conjugal ou geográfica: que dados a empresa poderia precisar para melhor atender às necessidades de seus clientes?

De que maneira o histórico de compras pode ajudar a entender e responder melhor ao comportamento do cliente?

Que dados comportamentais podem ser relevantes para a empresa?

Saiba mais, lendo esta dica.

Ferramentas para gerenciar um banco de dados

Algumas plataformas de envio de e-mail incluem um painel de gerenciamento de banco de dados. A importação de um banco de dados específico da empresa, a atualização de contatos de acordo com os cancelamentos de inscrição, duplicatas ou erros de endereços são facilitadas. Esses serviços são oferecidos por plataformas como Mailjet, Mailchimp ou SendinBlue.

A otimização de um banco de dados, para obter uma melhor segmentação ou uma melhor qualificação de seus contatos, requer uma ferramenta mais específica e mais completa. Ela pode ser acoplada a uma plataforma de envio de e-mail para otimizar os retornos.

Aspectos a serem considerados ao escolher sua ferramenta de gerenciamento de banco de dados

O custo: cadastro, Open source, compra de licença;
A facilidade de manipulação pelos funcionários da empresa;
A compatibilidade com as diferentes suportes já utilizados na empresa: OS, CRM, plataformas de roteamento de e-mail, etc.;
A segurança do armazenamento de dados (internamente ou na nuvem);
A possibilidade de mudar a segmentação de acordo com as estratégias da empresa.

Saiba mais

Como o inbound marketing pode ajudar sua empresa.

Foto: © Pixabay.
Artigo original publicado por Perrine Tiberghien. Tradução feita por pintuda. Última modificação: 21 de fevereiro de 2018 às 07:07 por pintuda.
Este documento, intitulado 'Como gerenciar seu banco de assinantes para campanhas de e-mail', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (https://br.ccm.net/) ao utilizar este artigo.
Feed RSS: uma ferramenta de comunicação eficaz para a empresa
Como utilizar os motores de busca, de maneira eficaz ?