10
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Reconhecer os conectores da minha fonte de alimentação

Esta dica destina-se a todos aqueles que ficam perdidos entre os diversos conectores de uma moderna fonte de alimentação de PC.



Para escolher uma boa fonte de alimentação, vale a pena seguir essas dicas.

Breve descrição do rótulo

O mais importante é a referência colada na lateral que, dependendo do fabricante, um perito pode identificar o modelo:


Nosso exemplo:
SP-ATX-650WTN-PFC
SP = a marca (Spire)
ATX = o padrão de alimentação.
650WTN = a potência da alimentação, em watts.
PFC = Power Factor Correction (correção do fator de potência, ativo ou passivo, presente em todas as fontes de alimentação)

Neste caso preciso, a identificação é simples, o fabricante deixa até o seu endereço na Internet, mas nem sempre é assim. Há inclusive modelos chamados noname (sem marca identificada).

Se você quiser saber mais sobre a sua fonte de alimentação, poste uma pergunta no nosso fórum Hardware ou busque se outro usuário já publicou dúvida semelhante. Alguém irá ajudá-lo.

Os conectores

É aquele que alimenta a placa-mãe. Antes com 20 pinos, o padrão atual tem 24. É quase sempre constituído por um bloco de 20, no qual se pode adicionar um bloco de 4 pinos. Isto, para respeitar a retro-compatibilidade com as antigas placas-mãe, com conectores de 20 pinos. Imagem com conector 20 + 4 desconectado:


Este conector, chamado ATX-P4 (ou ATX 12V), foi introduzido pela Intel para o Pentium 4. Ele se conecta na placa-mãe e é exclusivamente reservado à alimentação do processador. Sem ele, o arranque do PC é impossível.

Hoje, a maioria das placas-mãe passam de 4 para 8 pinos, já que a potência dos processadores evoluiu. Nos mais recentes padrões de alimentação, isso significa um conector de 8 pinos (chamado, às vezes, de EPS 12V), composto por dois blocos de 4 pinos, aí também para garantir a compatibilidade com placas antigas, e o tradicional ATX P4. Imagem do conector integrado:


Imagem do mesmo conector, desconectado:


Molex

É o mais tradicional, ainda muito presente nos PCs, por vezes conectado diretamente na placa-mãe. Ele é utilizado para ligar qualquer tipo de disco rígido e unidade (leitor/gravador). Algumas placas gráficas podem precisar deste conector também. Para aqueles que precisam, é possível encontrar sem dificuldades conectores/adaptadores MOLEX/SATA. Em segundo plano, podemos distinguir um ‘sobrevivente’: o conector necessário para um leitor de disquete:


SATA

Apareceu com o padrão do mesmo nome e tornou-se indispensável, já que está presente em todos os PCs modernos. Uma fonte de alimentação deve possuir, no mínimo, quatro deles hoje em dia. Serve, principalmente, para a alimentação dos discos rígidos e gravadores com padrão SATA:


PCI Express para placa de vídeo

A potência das placas de vídeo não para de crescer e muitas delas exigem uma alimentação direta do bloco principal (às vezes, até dois). Este é o papel do conector PCI Express. Inicialmente com seis pinos, agora encontramos cada vez mais opções com oito pinos. Sem esses conectores, placas de vídeo poderosas não funcionarão:


A sua fonte de alimentação deverá ter, pelo menos, dois conectores PCI Express, sendo um conversível 6/8 pinos, conforme a imagem:


Se a sua fonte de alimentação não tem conector de oito pinos, existem adaptadores:


Também existem adaptadores Molex para PCI Express, caso você não tenha nenhum em sua fonte de alimentação:


Observação: o uso destes adaptadores não é recomendado e supõe que a alimentação seja de boa qualidade e, principalmente, que tenha potência suficiente para poder alimentar placas de vídeo modernas. Em caso de dúvida, é preferível trocar os conectores pois os riscos de mau funcionamento e mesmo queima dos aparelhos é real.

Poka-Yoke (dispositivo à prova de erros)

Como você pode ver, todos estes conectores são equipados de Poka-Yoke. Nunca faça força para encaixá-los. Espere, observe o conector e verifique se é o correto e se está bem encaixado. Exemplo de Poka-Yoke:



Foto: © Markus Winkler - Unsplash.
Veja também
Este documento, intitulado 'Reconhecer os conectores da minha fonte de alimentação', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.

Assine nossa newsletter!

Receba toda semana o melhor conteúdo

Assine nossa newsletter!