9
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

É verdade que o celular escuta as conversas?

Você provavelmente já passou pela situação de conversar com alguém e, ao abrir seu smartphone, encontrar um produto ou serviço sobre o qual falou? Lamentamos dizer, mas isso não é coincidência. Seu celular escuta tudo o que você diz.



Enquanto conversamos com amigos, clientes e familiares, nossos celulares estão frequentemente gravando o que é dito ali, processando as informações em servidores e oferecendo propagandas de marketing voltadas especificamente às suas necessidades e preferências.

A lei permite escutar suas conversas no telefone?

A dúvida de grande parte das pessoas que se depara com a oferta exata de um produto sobre o qual conversava há pouco tempo é: “é legal ouvir minhas conversas no telefone?”.


Por mais estranho que pareça, a resposta é sim. Isso porque, ao aceitarmos os “termos de uso” nos apps quando fazemos algum download, já estamos permitindo que o dispositivo nos monitore. Escondida entre os detalhes dos contratos, existe uma cláusula dizendo que o áudio pode ser utilizado para oferecer sugestões de marketing específicas. Com base nisso, companhias de tecnologia podem invadir a privacidade dos usuários e disponibilizar anúncios customizados.

Algumas fontes dizem que apps como Facebook e Instagram não utilizam dados de voz para mostrar propagandas customizadas. Seria preciso um gatilho como ‘Oi, Siri’ ou ‘Ok, Google’ para ligar o gravador de áudio. Entretanto, podem existir inúmeros gatilhos como esses e, quando as informações são gravadas, seu envio automático é feito de maneira criptografia, o que dificulta o entendimento exato do quê acionou essa gravação, segundo o Dr. Peter Hannay, consultor sênior de segurança do Asterisk.

O que fazer para se proteger dessas gravações

A grande vulnerabilidade em relação às gravações feitas de smartphone é deixar osassistentes de voz sempre ligados. O Google já afirmou abertamente que, quando os usuários usam o termo “OK, Google” no assistente de seus smartphones, todas as perguntas e pedidos são gravados e as transcrições, salvas.

Para evitar que isso aconteça, você precisa tomar alguns cuidados, começando por desligar essa função na Siri (iPhones) ou Google (no Android). Para fazer isso:

Em iPhones: abra as Configurações > Siri & Pesquisas e desmarque a opção Escutar Siri.

No Android: o assistente de voz do Google pode escutar sua voz e utilizar suas falas para enviar anúncios personalizados. Para evitar que isso aconteça, abra o aplicativo do Google no Android. Depois, toque no botão de Mais, localizado no canto inferior esquerdo da tela. Feito isso, acesse as configurações e, logo em seguida, a opção voz. Toque em "Voice Match", localizado logo abaixo de "OK, Google”, e desmarque essa opção.

Esse assistente de voz, que pode ser ensinado pelo usuário a reconhecer sua voz, sugere ofertas personalizadas e pode ser utilizado em vários dispositivos, incluindo o Google Home.

Vale lembrar, entretanto, que mesmo desativando o assitente de voz há a possibilidade de apps como Facebook ou Instagram escutarem suas conversas. Por isso, é fundamental ir às suas permissões de microfone e limitar a quantidade de apps que podem acessá-lo.

Como desativar o microfone no seu smartphone

No Android:
Configurações > Aplicativos e, no menu no canto superior à direita, selecione Permisões do App. Clique em Microfone e desmarque os aplicativos que você não quer que acessem o microfone.

Lembre-se de que desligar o microfone no Facebook pode afetar algumas características como chamadas de vídeo. Se for preciso usar essa função, você precisará ligar o microfone novamente.

Em iPhones:
1) Configurações > Facebook e mova o microfone para a posição off.
2) Configurações > Privacidade > Microfone > Facebook e marque a opção como desligada.

Outras fontes de possíveis gravações

Não é só o smartphone com sua câmera e microfone que grava informações, posteriormente utilizadas para oferecer publicidade aos usuários. Smart TVs também podem ser utilizadas por hackers para assistir e gravar seus movimentos.



Se você comprou uma TV nos últimos anos, é mais provável que ela tenha conexão à internet e, por isso, seja equipada com microfones e câmeras. Com o objetivo de conectar o assistente virtual, reconhecer o usuário pela face e saber quem está assistindo à TV para sugerir programas, esse dispositivo também pode trazer vários riscos à sua privacidade.

De acordo com especialistas do FBI, o serviço secreto norte-americano, enquanto hackers podem ter mais dificuldade para acessar laptops e PCs graças aos antivírus, a Smart TV é mais suscetível e pode, sim, ser invadida e ter suas imagens gravadas.

Para se proteger, faça o seguinte:
  • Informe-se sobre o modelo da TV e todas as funcionalidades que ela oferece. Preste atenção a microfone, câmeras e aspectos de privacidade.
  • Customize a televisão o máximo que puder, incluindo senhas, desligamento de microfones e acesso limitada à câmera.
  • Verifique os detalhes da política de privacidade para sua TV e serviço de streaming como Netflix, Disney+ ou Amazon Prime. Certifique-se do tipo de dados que eles coletam e o que podem fazer com isso.
  • Verifique as atualizações automáticas do sistema e pacotes de segurança que vêm com elas.


Image: © Unsplash.com
Este documento, intitulado 'É verdade que o celular escuta as conversas?', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.

Assine nossa newsletter!

Receba toda semana o melhor conteúdo

Assine nossa newsletter!