Referenciar corretamente seu site no Bing

Há um aumento de 30% dos resultados das buscas por palavras-chave, efeito mecânico provocado pela Aliança Yahoo! - Microsoft, o que faz do Bing o principal concorrente do Google. Uma evolução que não passa desapercebida, e que obriga os webmasters, blogadores profissionais e administradores de sites internet de empresa a pensar profundamente sobre as técnicas de referenciamento específicos do motor de busca da Microsoft. Se tem inúmeros pontos em comum com as regras de indexação do Google, ao mesmo tempo, Bing apresenta algumas particularidades. Veja como funciona o Bing para afinar seu referenciamento no Bing.


Otimização do referenciamento no Bing: conselhos de base

Bing se nivela ao Google nas grandes linhas, naquilo que concerne as regras elementares do referenciamento natural dos websites. Na sua Tool Box, caixa de ferramentas, o motor de busca da Microsoft lembra alguns rincipios fundamentais e recomenda particularmente: utilizar tags para títulos pertinentes no conjunto de páginas (elas devem conter as palavras-chave que refilitam o conteúdo da página; fazer uma descrição sucinta do conteúdo via as metas-tags; otimizar as tags Headers (top de lista) no conteúdo, cuidando particularmente o nível H1; tramar seus conteúdos com os links de navegação interna; fornecer um plano de site XML. criar arquivos
Robots.txt

O formato de URL

Bing recomenda construir:


URL simples: o motor de busca baseia-se assim na experiência do usuário: um URL curto é simples de memorizar e guardar nos favoritos, ele será também mais fácil de indexar pelo Bing quanto um URL longo.

URL esstpavel: Bing penaliza os redirecionamentos de endereço e não contabiliza os links de entrada de endereços caducos que direcionam aos novos, o que interfere na indexação das páginas com URL modificados.

Repartição/Disposição do conteúdo

Bing recomenda tematizar seu conteúdo, em princípio um tema por página. As paginas web não devem exceder 150 KB.


Questão de lógica, se deseja referenciar seus bancos de contatos (ex. para as empresas), é preciso verificar que eles figuram textualmente na página, além do logotipo ou da imagem que poderia divulgá-los.

Submeter um plano de site (sitemap) é essencial para ajudar o referenciamento das páginas: sobretudo se seu site comporta links incorporados ao menu que não são acessíveis pelo MSNBot.

O site não deve comportar muitos níveis de arborescência. Bing recomenda que cada página se situa no máximo com três cliques da página Inicial.

Links de entrada e de saída

Links de entrada: Bing sublinha que a aquisição de links de autoridade de entrada é uma das chaves do referenciamento no motor. A qualidade dos backlinks é, desta forma, essencial. Para tanto, os websites referentes devem ter uma boa notoriedade (PageRank), e uma temática conexa ao seu próprio conteúdo (pertinente).

Links de saida : a mesma regra se aplica para os links de saída. Bing recomenda a inserção de links de qualidade: quanto mais este são links de qualidade, mais eles serão seguidos e mais o conteúdo associado será julgado pertinente, o que permitirá melhorar o referenciamento do site.

PageRank: é um dos algoritmo do Google que visa posicionar sites nos resultados das buscas; ele dimensiona a importância de uma página contabilizando tanto a quantidade quanto a qualidade de links apontando para ela.

Três erros a não cometer

Como Google, Bing não gosta dos malandros no referenciamento: que se trate de copiar/colar do conteúdo (duplicate content) ou de saturar uma página web com palavras-chave, a sanção é sempre a mesma do ponto de vista da indexação do site: o risco de ver sua PageRank regredir e até mesmo ser banida dos resultados do motor, é real.

Bing recomenda também evitar as três condutas abaixo: aumentar artificialmente o conteúdo contextual de uma página com as palavras-chaves sem pertinência: principalmente quando há uma exploração do atributo ALT nas páginas, para arrastar palavras-chave que não refletem o conteúdo destas; utilizar palavras e links invisíveis; utilizar a técnica dita de Link farm (gera cliques, um link farm é a forma de gerar spams visando o indexamento na web) , através do qual certos referenciadores geram automaticamente, ou manualmente e em todos os casos artificialmente, links para seu site para melhorar a PageRank.

Interessado pelo assunto? Estes links poderão ajudar: Bing Toolbox: recursos para os webmasters; Bing comunidade; Bing - Como cadastrar seu site e enviar o sitemap.

Foto: © Microsoft.
Artigo original publicado por jad05. Tradução feita por ninha25. Última modificação: 17 de março de 2018 às 05:23 por ninha25.
Este documento, intitulado ' Referenciar corretamente seu site no Bing ', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (https://br.ccm.net/) ao utilizar este artigo.
Como utilizar o Twitter em seus negócios
Dicionários e tradutores multilíngües on-line