Foto de moda: explicações de um fotógrafo profissional

Abril 2017


Dominique Amphonesinh é fotógrafo profissional há quase 10 anos. Autodidata, ele tem um estúdio de 140m² em Paris e se especializado em fotografia de moda, beleza e natureza morta. O que está por trás das fotos de moda super trabalhadas, que vemos em toda parte? Quanto trabalho isso representa? Dominique Amphonesinh se refere a algumas de suas fotos, para explicar sua maneira de fazer, seus métodos, sua técnica e seu domínio da luz e do espaço.

Captura de movimentos




Dominique, por força de aprendizagem e de trabalho, domina bem esta técnica que requer um certo rigor. A ideia é congelar o movimento, usando uma velocidade de obturação rápida (1/800s, por exemplo).

O flash também desempenha um papel importante para congelar em condições difíceis de iluminação: ele dispõe, assim, de duas fontes de luz, de cada lado da cena, equipadas com caixas de luz para suavizar as sombras.

Nesta série, realizada pelo editorial de uma revista, ele tentou criar um contraste entre a ação congelada e a atitude estática de um segundo modelo. O negócio é encontrar o movimento certo, na hora certa para tirar a foto; também depende do espaço (teto baixo, por exemplo, ver o pôster da Marilyn Monroe no fundo, etc). Dominique enfatiza todos os detalhes da composição, e não tem medo de adicionar itens, caso seja necessário, enquanto brinca com um cenário difícil (uma lâmpada no teto por exemplo).



A captura de movimentos cria efeitos originais a partir de ideias simples, desde que se escolham os elementos certos. Para criar esta nuvem suspensa, Dominique usou talco. A maior restrição para o fotógrafo é o fato de só poder fazer poucas tentativas. A implementação é, às vezes, demorada, entre a maquilagem e os testes de luz, sem talco. Isso só permite poucas tentativas: como o talco se espalha por toda parte, é preciso limpar todo o cenário depois de cada tiro, refazer a maquilagem e repor tudo no lugar.

Reavivar a foto com reflexos




Nas fotos de beleza, o olhar é o elemento mais forte, aquele que realçará a expressão do modelo. Alguns fotógrafos preferem esconder a iluminação que pode ser vista na íris do modelo: Dominique gosta do contrário, que o reflexo seja mais evidente, que o olhar seja mais intenso devido às luzes que reforçam o olhar.

Na primeira, ele mantém as diversas matérias do rosto: a pele, com um toque fino e sem exageros; os olhos, destacando a íris; os cabelos e sua cor; e os lábios, cor de rosa e não suavizados. O conjunto é iluminado por um único flash, logo acima do rosto, juntamente com uma caixa de luz que suaviza a intensidade da luz.

Na segunda, pela qual ele ganhou o Master Hasselblad (prêmio prestigios emitido anualmente pela marca), ele destacou, principalmente, os olhos com duas luzes de frente para o modelo, que criam duas faixas de luz de cada lado do olho. Depois, ele destacou o casaco de pele com dois flashes em segundo plano. Trabalho tedioso que é feito de forma progressiva: cada fonte de luz é ajustada, uma após a outra durante a preparação, para obter exatamente o resultado desejado no final da captura.

Circular os olhares




Para esta foto, Dominique preparou três luzes em toda o cenário: uma sobre cada grupo de pessoas e a terceira no fundo para suportar a cena. Ele se concentrou sobretudo na disposição de cada pessoa, jogando com a direção do olhar de cada protagonista. Essa direção é, na verdade, coordenada com os elementos do cenário, principalmente pinturas murais, criando assim a circulação dos olhares. O objetivo é, na verdade, dirigir o olhar do espectador: olhamos, em primeiro lugar, para o grupo em primeiro plano, mais iluminado, depois, vamos para a direita da imagem seguindo cada personagem. Os elementos do cenário, importantes para o Dominique, fazem parte da imagem, assim como a atitude dos modelos.

Deixar espaço para a improvisação




Durante uma seção na Croácia, onde ele fez várias fotos de moda para o seu book, Dominique fez várias fotos em uma porta com um manequim. A luz é dura, o sol em contra-luz está bem presente. Embora já tivesse começado a fazer suas fotos, avistou um grupo de crianças que o estavam olhando trabalhar, atraídos pelo flash que ele usava para evitar sombras. Foi assim que ele decidiu improvisar e integrar essas cinco crianças na cena, pedindo-lhes para interpretar crianças malvadas.


Contraste forte entre a mulher fatal e as criaanaças malvadas, além de se prestarem ao jogo, eles trazem uma nova história para o clichê.

Em seu trabalho pessoal, Dominique não hesita em perturbar uma captura, em integrar elementos que aparecem, de repente, por acaso: nesta foto, enquanto trabalhava em um projeto pessoal, a babá passa pelo set , com o seu filho. Sem hesitar, ele integrou o seu filho na composição.

Antecipar e administrar o espaço


A iluminação, Dominique conhece bem, graças a uma excelente formação, rápida mas acompanhada por grandes nomes da fotografia profissional. Sua experiência com natureza morta se reflete até mesmo nas fotografias de moda, com uma atenção particular sobre os reflexos, sobre a direção da luz, a iluminação de cada lado, cada elemento da imagem (um sapato, as roupas, o corrimão da escada, etc.)



Nestas duas imagens, realizadas no Barrio Latino em Paris, ele buscou um arranjo ideal entre a luz, o movimento dos modelos e seu lugar no espaço, para contar uma história através do movimento dos olhos. A parte mais difícil é o pouco tempo para o fotógrafo para cada captura, já que o lugar é aberto ao público a partir do meio-dia até a noite. A antecipação é onipresente: para começar, um dia de rastreamento, a preparação de cada cena, cada quadro... e é preciso listar os acessórios. Lá, ele deve agir rapidamente e com um assistente, ele pode configurar cada flash, fazer seus ajustes o mais finamente possível para obter o resultado desejado. Graças ao seu rastreamento, ele conhece a disposição do cenário e os diversos elementos para ter um cenário interessante e coerente, como um espelho em cima de uma escada, um sofá, etc. Este tipo de fotografia é um compromisso entre uma longa preparação e um tempo muito curto para tirar sua foto.

Link útil: site oficial do Dominique Amphonesinh


Tradução feita por Lucia Maurity y Nouira

Veja também

Artigo original publicado por . Tradução feita por pintuda. Última modificação: 21 de junho de 2011 às 11:50 por pintuda.
Este documento, intitulado 'Foto de moda: explicações de um fotógrafo profissional', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.