Como preparar saldos na rede e celular com manequins virtuais

As características morfológicas dos manequins que vestem roupas dos websites ou catálogos virtuais nem sempre são muito realistas. Até então, havia apenas uma solução: provar na loja as roupas de sua escolha e, depois, encomendar online. Agora, graças a algumas marcas, talvez você não precise se deslocar mais, graças aos modelos virtuais que provarão para você, longe da agitação dos provadores, especialmente durante as liquidações.


O Dressing-room

O La Redoute foi um dos primeiros e-commerce a inovar nesta área disponibilizando aos seus clientes um manequim virtual.


Atualmente, o La Redoute dá a possibilidade entre dois tamanhos (38 e 46) e 4 cabeças diferentes. Apesar das escolhas dos modelos serem limitadas (pouca escolha de tamanhos e a impossibilidade de estabelecer uma morfologia feita sob medida), esta aplicação permite constituir um dressing, provar roupas, montagens que um não teríamos tempo para fazer no provador.

Um dublê virtual para provar as roupas no seu lugar

O aplicativo fits.me (traduzido como ‘Cai bem’) vai muito mais além na personalização: tamanho, peito, cintura, quadris e braços. É o usuário que configura sua própria morfologia. O aplicativo oferece um resultado muito similar em realidade aumentada graças a todos os campos preenchidos.

O dublê virtual parece ser a solução ideal para evitar provas demoradas nas lojas e para ver a roupa vestida de diferentes ângulos.

A solução, embora ainda não muito conhecida (MEXX, Adidas, Hugo Boss, etc.), deveria se estender a outras marcas devido ao sucesso que vem encontrando.

O provador virtual na loja

No ano passado, a Cisco desenvolveu um provador de realidade aumentada que permite que compradores de algumas lojas provem roupas sem se despir. O usuário fica na frente de um grande espelho no qual aparecem seu dublê virtual e as roupas (a coleção da loja) que ele quer provar antes de comprar.


Baseado mesma ideia, o Centro de Inovação de Tecnologias Sem Contato (CITC) - EuraRFID acaba de desenvolver um sistema que permite experimentar roupas sem vesti-las. Isso se passa no provador, com um smartphone, um espelho no qual estão conectados uma Kinect e as etiquetas das roupas RFID. As provas aparecem na parte superior do espelho.

Essas soluções de prova virtual ainda estão engatinhando e ainda são reservadas à marcas de primeira linha, mas em breve vão revolucionar o comércio da moda.

Foto: © Pixabay.
Artigo original publicado por jak58. Tradução feita por pintuda. Última modificação: 6 de março de 2018 às 07:12 por pintuda.
Este documento, intitulado 'Como preparar saldos na rede e celular com manequins virtuais', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (https://br.ccm.net/) ao utilizar este artigo.
Como usar a plataforma Marketplace do Facebook
Pagamentos online