3
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Wi-Fi 6: o que é e como usar a nova tecnologia

O Wi-Fi 6 é o novo padrão das redes sem fio. Trata-se da sexta geração da conexão sem fios, que já está disponível no mercado. Vale a pena entender suas novidades e o que muda em relação ao Wi-Fi atual.

A nova geração das redes sem fio, denominada Wi-Fi 6, é capaz de suportar mais dispositivos conectados simultaneamente sem perder velocidade. Anunciada em 2019, a tecnologia tem sido adotada cada vez mais. A maioria dos smartphones mais modernos, lançados a partir de 2020, é compatível com essa tecnologia, assim como modelos recentes de placas-mãe, processadores e dispositivos inteligentes. Entenda o que muda com a novidade.

O que é o Wi-Fi 6

O Wi-Fi 6 se refere à sigla IEEE 802.11ax e trata-se da nova geração do Wi-Fi. Agora, além de viabilizar a conexão sem fio, o sistema é mais rápido e eficiente que antes.

Outras versões de Wi-Fi

Roteadores de Wi-Fi atuais podem ser tanto 802.11ac (Wi-Fi 5) quanto 802.11n (Wi-Fi 4), ou a,b,g, dependendo da idade do equipamento. Em geral, as nomenclaturas são as seguintes:

  • Wi-Fi 1 (802.11b) lançado em 1999.
  • Wi-Fi 2 (802.11a) lançado em 1999.
  • Wi-Fi 3 (802.11g) lançado em 2003.
  • Wi-Fi 4 (802.11n) lançado em 2009.
  • Wi-Fi 5 (802.11ac) lançado em 2014 - grande parte dos dispositivos mobile usa essa versão.
  • Wi-Fi 6 (802.11ax) lançado em 2019.

Velocidade do Wi-Fi 6

O Wi-Fi 6 é, teoricamente, capaz de atingir velocidades de até 9,6 Gbps (9.600 Mbps). Em comparação com o Wi-Fi 5, a velocidade é cinco vezes maior. Na prática, esses valores são bem mais baixos, variando de acordo com as características de conexão de cada país e aparelho. Quem, por exemplo, possui um ADSL (24 Mbps) em vez de conexão por fibra ótica (10 Gbps) conseguirá atingir velocidade menores.

Melhorias trazidas pelo Wi-Fi 6

Outras novidades trazidas pelo Wi-Fi 6 são melhora na vida útil da bateria de dispositivos conectados. Assim, smartphones, por exemplo, durarão mais. Outro ponto é o aumento da performance quando vários dispositivos estiverem conectados, permitindo acessar serviços de streaming, por exemplo, em um cômodo e jogar games online em outro sem perder performance.

Como saber se um dispositivo é compatível com Wi-Fi 6

Quando você adquirir um novo dispositivo móvel, procure pela sigla 802.11ax (Wi-Fi 6) na caixa ou em sua descrição. Deve, ainda, haver um logo Wi-Fi 6 Certified nos dispositivos que forem compatíveis com a nova geração. Como se trata de uma tecnologia ainda em processo de adoção, poucos aparelhos no mercado possuem o Wi-Fi 6.

Dispositivos que usam o Wi-Fi 6

Muitos dispositivos utilizam o Wi-FI 4 e o Wi-Fi 5. Apenas em 2019, fabricantes de equipamentos lançaram dispositivos com capacidade para utilizar o Wi-Fi 6. A Dell já adaptou a tecnologia a alguns modelos de laptop enquanto a Apple têm incorporado a compatibilidade aos seus aparelhos.

Quanto a processadores, é preciso que o aparelho, seja smartphone seja computador, possua o chipset Qualcomm Snapdragon 855 ou superior, que está presente nos modelos mais atuais.

Como fazer o upgrade para o Wi-Fi 6

Para utilizar o Wi-Fi 6, é preciso adquirir novos aparelhos (laptop, celular, TV, etc.) compatíveis. Apenas com um roteador de Wi-Fi 6 não é possível implementar a nova tecnologia de rede sem fio em todos os dispositivos. Para atualizar para o Wi-Fi 6, o mais recomendado é que você espere que vários dispositivos compatíveis sejam lançados.

Por ser uma tecnologia nova e com adesão ainda reduzida no Brasil, o Wi-Fi 6 tem altos custos e não pôde ser utilizado em sua totalidade. Estima-se que, nos próximos anos, a novidade seja disseminada no mercado e nos equipamentos.

Foto: © Stephen Phillips - Unsplash

Este documento, intitulado 'Wi-Fi 6: tudo o que você precisa saber sobre a nova rede sem fio', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.

Assine nossa newsletter!

Receba toda semana o melhor conteúdo

Assine nossa newsletter!