3
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

O que é NFT?

Se você ainda não sabe o que é NFT, certamente vai ouvir falar muito sobre isso nos próximos anos. Os chamados tokens não fungíveis são ao mesmo tempo uma nova modalidade de investimento e uma oportunidade para artistas visuais, músicos e outros criadores de conteúdo digital. Neste artigo, confira tudo que você precisa saber sobre esse fenômeno, que tem movimentado milhões de dólares nas últimas semanas.

O que é NFT?

Um token não fungível (NFT, na sigla em inglês) é um unidade de dados armazenada em um sistema blockchain, que tem como característica a impossibilidade de se alterar ou remover os dados incluídos nele. Com isso, a estrutura ou a posse de um NFT não pode ser modificada ou falsificada.

Em entrevista exclusiva ao CCM Brasil, Lucas Mayer, sócio da Phonogram.me, primeira plataforma de NFT voltada exclusivamente para conteúdo musical, explica como um token não fungível funciona. “É como um registro em cartório de um terreno. O NFT comprova que uma arte é única e original, funciona como a assinatura de um pintor em um quadro”, diz ele.

Segundo Mayer, o NFT é especialmente importante para artistas visuais. “Vamos imaginar um artista que cria imagens no Photoshop e o produto final é um arquivo JPEG. Com o NFT, ele consegue comprovar que ele é o dono daquela arte, pois aquela unidade de dados vai permanecer vinculada ao conteúdo para sempre”, completa.

Exemplos de NFT já vendidas

Um exemplo de NFTs é o primeiro tweet publicado por Jack Dorsey, CEO do Twitter, que é também a primeira publicação da rede social, em 2006:

Já o famoso GIF Nyan Cat foi vendido como NFT por 531 mil dólares (cerca de R$ 3 milhões):

Outro exemplo é a arte visual Everdays: The First 5000 Days, do artista Beeple e que consiste em colagens de 5 mil fotos feitas uma a cada dia. A imagem em formato JPEG foi leiloada no início de março de 2021 por impressionantes 69 milhões de dólares (R$ 393 milhões):

O que pode ser vendido como NFT?

Basicamente, qualquer ativo digital pode ser vendido como NFT. Como vimos acima, tweets, GIFs e artes visuais já estão sendo comercializados nesse mercado. Além disso, músicas, álbuns, artigos jornalísticos e até mesmo experiências no mundo real podem ser comercializadas como NFT.

Ainda há a possibilidade de se vender a NFT apenas de uma parcela de uma obra, aponta Lucas Mayer. “O músico que trabalhou tocando um instrumento na gravação de uma música pode vender apenas aquela parcela de autoria dele naquela faixa. O mesmo vale para um compositor que tenha outros parceiros no trabalho”, explica.

O que é preciso para comprar um NFT?

O único pré-requisito para comprar um NFT é possuir uma carteira digital com criptomoedas, como bitcoin ou ethereum, por exemplo. Para criar uma carteira digital, você precisa, em linhas gerais, realizar um cadastro, comprovar sua identidade e transferir fundos de uma conta bancária (em real ou dólar) para essa carteira, convertendo os valores em criptomoeda.

Onde comprar NFT?

Assim como a compra e venda de artes físicas, a comercialização de NFTs ocorre em galerias virtuais especializadas nesse tipo de conteúdo. Entre as principais, destacam-se OpenSea, que agrega vendas de outras plataformas, e Foundation, focado em artes visuais. Nesses sites, é possível dar lances nas artes oferecidas e obter o NFT caso seu lance seja o mais alto.

No Brasil, ainda não há marketplaces nacionais de NFT, mas já há alguns projetos em andamento, entre eles o do Phonogram.me, que será lançado em breve. “O objetivo é criar um ambiente para que surjam colecionadores brasileiros. O nosso mercado já tem muita gente que investe em criptomoedas. O desafio é conectar essas duas pontas - os artistas e os investidores”, afirma Mayer.

Benefícios do NFT para artistas

NFT é uma modalidade de investimentos com potencial para gerar lucros expressivos para os investidores, mas ele também pode ser uma excelente alternativa para artistas. Nesse momento de pandemia, com shows e outras atividades culturais comprometidas, essa opção pode ser ainda mais atraente.

Além do valor obtido com a venda inicial do NFT, existem mecanismos para proteger o autor da obra e garantir ganhos a longo prazo para um músico ou artista visual, por exemplo. “O NFT é um smart contract, um documento em que é possível impor diversas cláusulas, como proteção de direitos autorais, impossibilidade de reprodução de uma arte comprada como NFT em camisetas e outros produtos e outros pontos”, diz Mayer.

“Além disso, o artista pode prever na sua oferta inicial de NFT que um percentual de todas as vendas futuras seja repassada para ele, o autor original do ativo. Com isso, quanto mais o NFT for comercializado, melhor será para o artista principal, que deve ter esse benefício”, completa.

Foto: © Unsplash.

Veja também
Este documento, intitulado 'O que é NFT?', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.

Assine nossa newsletter!

Receba toda semana o melhor conteúdo

Assine nossa newsletter!