Instagram testa selfie para confirmar idade de menores

Instagram reforça ainda mais a segurança. A partir de agora será mais difícil mentir sobre a idade na criação de perfil com a implementação de um sistema de verificação de reconhecimento facial baseado na tecnologia de inteligência artificial. Por enquanto, o recurso só está liberado nos Estados Unidos, mas o certo é que logo chegará por aqui também. Confira o que já sabemos sobre o recurso.

Como funciona o recurso AI para controle de idade no Instagram?

O Instagram reforça seus meios de controle da idade nas contas de usuários, embora por enquanto, só para os americanos. A regra, em relação à idade, sempre foi ter mais de 13 anos para poder se cadastrar e usar a plataforma, porém nenhuma verificação era necessária até 2019. Desde então, o grupo Meta - dono do Facebook, WhatsApp e Instagram - usa a plataforma Inteligência Artificial para fazer o reconhecimento da idade de seus membros, em particular detectando mensagens como Feliz 18º aniversário! ou comparando datas de nascimento nas contas do Facebook e Instagram – se estiverem vinculadas. Isso ajuda a impedir que os mais jovens acessem o Facebook Dating ou recebam mensagens de adultos desconhecidos.

O que acontece quando se tenta alterar a data de nascimento no Instagram, de menor de 18 para maior de 18 ?

O grupo Meta desde 23 de junho de 2022 já pode detectar quando alguém tenta alterar sua data de nascimento no Instagram de menor para maior de idade, e solicita sistematicamente a verificação. Dois meios são oferecidos ao usuário para fazer isso:

1. O primeiro método é uma espécie de garantia que passa por três fiadores. Isto quer dizer que será pedido ao usuário que escolha três de seus contatos, devendo ter comprovadamente 18 anos ou mais, para atestar que já completou dezoito anos.

2. A segunda solução é submeter-se a um algoritmo, ou seja, a um recurso baseado em Inteligência Artificial. Uma versão teste está disponível online, para quem quiser testá-la para os membros que moram nos Estados unidos, sem confirmação de data de lançamento para outros países.

Veja mais

Como funciona o algoritmo do Instagram
Como ativar a verificação em duas etapas no Instagram
Como recuperar sua senha do Instagram

O reconhecimento facial com IA para controlar a idade no Instagram pode garantir resultados precisos?

A plataforma trabalhou em parceria com a starup Yoti, cujas tecnologias foram validadas pelo governo britânico e por reguladores digitais alemães e funciona assim:

*O usuário deve enviar um vídeo com selfies para o Instagram, que solicitará aos algoritmos que analisem o rosto do usuário para oferecer uma estimativa de sua idade.

Mas é realmente confiável, quando há tantas diferenças e marcadores distintos, como maquiagem, espinhas ou olheiras? De acordo com um estudo externo, a ferramenta de Yoti garante 98,89% de precisão para determinar se um jovem de 18 anos tem mais ou menos de 25 anos.

O recurso AI poderá ser usado também para corrigir um erro de registro de idade no Instagram?

Sim, a ferramenta também servirá para fazer um reconhecimento 'ao contrário', da sua primeira função, ou seja, adultos que digitaram a idade com erro no ano de nascimento, aparecendo como um usuário menor de 13 anos poderão lançar mão da verificação igualmente.

É possível burlar a ferramenta Yoti?

Jornalistas do The Verge puderam testar essa tecnologia e descobrir seus limites. É possível burlar o resultado da ferramenta da Yoti facilmente mostrando uma foto para a câmera ou pedindo a alguém mais velho que tire uma foto de si mesmo. Há também a questão da proteção de dados, mesmo que os dois grupos afirmem suprimir o vídeo da selfie depois de 30 dias do reconhecimento feito e que a tecnologia não pode reconhecer a identidade do indivíduo, conseguindo apenas detectar a idade.

Foto: © Cottonbro - Pexels.

Veja também
Este documento, intitulado 'Instagram testa selfie para confirmar idade de menores', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM (br.ccm.net) ao utilizar este artigo.

Assine nossa newsletter!

Assine nossa newsletter!